Diretoria de Bioeconomia, Mudanças Climáticas e Serviços Ambientais

Diretoria de Bioeconomia, Mudanças Climáticas e Serviços Ambientais

À Diretoria de Bioeconomia, Mudanças Climáticas e Serviços Ambientais, diretamente subordinada à Secretaria Adjunta de Recursos Hídricos e Clima, compete: (Alterado pela Lei n° 8.633, de 2018).

Planejar e executar planos, ações e programas referentes à meteorologia, clima, hidrologia e mudanças climáticas, por meio do desenvolvimento e da implementação de políticas, ações, pesquisas e estudos técnicos voltados para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas, melhoria da disponibilidade hídrica e minimização dos efeitos de eventos hidrometeorológicos adversos, ações de serviços ambientais e Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+); acompanhar o monitoramento de sistema de alerta hidrometeorológico e de focos de calor, e o monitoramento de tempo e clima; e estruturar, implementar e manter a rede estadual de monitoramento hidrológico, meteorológico e hidrometeorológico.
A Diretoria de Bioeconomia, Mudanças Climáticas e Serviços Ambientais (DIMUC) é composta por uma coordenadoria e três gerências, veja no diagrama abaixo: