Ação Verão Legal com educação ambiental esteve nas praias de Tucuruí, Baião e Algodoal

Belém, 02/8/18 – Ações educativas e socioculturais voltadas para o desenvolvimento sustentável foram efetivadas pelo Projeto Verão Legal com Educação Ambiental na Área de Proteção Ambiental (APA) ilha de Algodoal-Maiandeua, no município de Maracanã, nordeste do Pará, neste último fim de semana das férias escolares, de 26 a 29. As atividades, direcionadas a veranistas e comerciantes e moradores do local, focaram a prevenção da poluição das praias, por descarte inadequado do lixo. A ação também foi desenvolvida no município de Tucuruí, no sudeste do estado.

Essa prática interinstitucional é coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio) e Batalhão de Polícia Ambiental (BPA).

No primeiro dia (26), houve uma reunião na sede da APA em Algodoal, com todos os parceiros envolvidos na Ação Verão, ajustando a programação desenvolvida na ilha.

Houve apresentação cultural na praça principal da ilha, na sexta-feira (27), à noite, com apresentação dos fantoches Zezinho e Mariazinha interpretando a peça de marionetes O Teimoso, com tema da Consciência Ambiental sem resíduos na Praia.  A sensibilização de crianças, adolescentes e os adultos presentes, para evitar o descarte inadequado de lixo na praia, contou com performance do animador ambiental Capitão Nateco e Tio Buskapé – arte educador Marcio dos Santos -, em brincadeiras lúdicas.

A Ação Verão foi desenvolvida, sábado (28), pela manhã, na comunidade de Fortalezinha por solicitação do parceiro Ideflor-Bio, por ainda não ter sido executada nenhuma atividade lúdica anteriormente na praia da comunidade. Brincadeiras e jogos tiveram a participação Palhaço Buskapé divertindo crianças e adolescentes. A equipe da Semas fez abordagens de sensibilização a veranistas e comerciantes das barracas de praia alertando sobre o descarte irregular de lixo na praia e indicando a forma adequada.

Concentrada nas praias da Caixa D’água e da Princesa, no domingo (29), a ação alertou veranistas e comerciantes de barracas nas praias, sobre a necessidade de um ambiente limpo e saudável para um lazer consciente a todos os usuários do espaço praiano.

Segundo o veranista José da Silva Lopes, que visitava a ilha pela primeira vez, as atividades do Verão Legal com Educação Ambiental, deveriam ser de maneira permanente. “A ação valoriza a natureza e estimula o turista, que ama praia limpa, a conservar um espaço lindo como esse, de meu Deus. Conversar com o público é muito importante e democrático, pra que todos ajudem a preservar”, avaliou.

Tucuruí – Os servidores da Coordenação de Educação Ambiental Rafael Oliveira, Deise Oliveira e José Reinaldo Carvalho, de 27 a 29 de julho, em parceria com o Projeto Escola da Vida (PEV) do Corpo de Bombeiros e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Tucuruí, realizaram o projeto Verão Legal com educação ambiental nos municípios de Tucuruí e Breu Branco – nas praias do Bola e Queiroz Galvão. Palestra sobre mudanças climáticas para 30 alunos do PEV, no Centro de Artes e Esportes Unificados, fez parte da programação.

No sábado e domingo, as atividades foram realizadas com a sensibilização de veranistas e donos de barracas, por meio de blitz ambiental, com distribuição de cartilhas educativas. Na tenda ambiental, foram realizadas pinturas ecológicas e brincadeiras lúdicas, com a participação do arte educador Tio Chapinha,  para alunos do PEV e crianças da comunidade local.

A secretária de Meio Ambiente do município de Tucuruí, Gleiciane Felix, destaca “que o trabalho em parceria com a Semas realizado nas praias de Tucuruí foi maravilhoso, sendo um incentivo para criar novos multiplicadores da educação e conscientização  no município, visando a preservação ambiental, para garantia de um meio ambiente saudável no futuro”, afirmou.

Baião – O município de Baião, às margens do rio Tocantins, recebeu as ações do Projeto Verão Legal com Educação Ambiental 2018. As atividades educativas, voltadas à preservação do meio ambiente, ocorreram de 27 a 29 de julho, em parceria da Semas com a Secretaria de Meio Ambiente do município, visando à sensibilização dos veranistas e da Comunidade, para o acondicionamento adequado dos resíduos sólidos.

A ação teve o apoio do secretário de Meio Ambiente de Baião, Damião Simão, e equipe técnica nas atividades educativas ambientais em uma Escola para crianças e adolescentes.

Na Praia do Mapará e outros balneários receberam as ações por meio de sensibilização dos frequentadores, para o descarte consciente do lixo. O encerramento das atividades ocorreu na Praça Matriz de Santo Antonio de Pádua, com a presença maciça do público infantil. Tio Xantyli e a equipe de educadores ambientais incentivaram o público, com brincadeiras educativas.

Segundo o servidor da Semas, David Barbosa, ressaltou que “o público infantil é um dos principais focos do projeto, uma vez que trabalhar o consciente ecológico desde a infância, possibilita a formação de adultos mais responsáveis quanto a preservação meio ambiente, onde podem atuar como agentes ambientais na comunidade local”.

A chefe de Educação Ambiental da Semmas de Baião, Izane Vilhena, enfatizou que “pela primeira vez a comunidade baionense recebe uma participação tão dinâmica, alegre e educativa sobre meio ambiente”.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará