Estudos avaliam águas subterrâneas da Região Metropolitana de Belém

   

Belém, 14/6/18 – A geração de conhecimento sobre os sistemas aquíferos esteve entre os motivos da apresentação, na quarta-feira (13), em Belém, dos estudos hidrogeológicos para a gestão das águas subterrâneas da Região Metropolitana de Belém (RMB), em fase de finalização. O seminário promovido pela Agência Nacional das Águas (ANA) teve a participação da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e outras instituições que trabalham com serviços geológicos em âmbitos federal, estadual e municipais.

Estavam presentes representantes da Universidade Federal do Pará (UFPA), da Universidade Estadual do Pará (Uepa), da Companhia de Pesquisas de Recursos Minerais (CPRM), da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), dos municípios da RMB e estudantes interessados no assunto.

Na mesa de abertura, a secretária adjunta de Recursos Hídricos, da Semas, Verônica Bittencourt; o diretor da ANA, Ricardo Andrade; o diretor da CPRM do Pará, Antônio Nunes; e o integrante da diretoria da empresa contratada para execução dos estudos, Mauro Jungblut, avaliaram a importância dos estudos para subsidiar a elaboração de diretrizes para a gestão sustentável dos recursos hídricos subterrâneos da RMB, formada pelos municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara do Pará e Santa Izabel do Pará,

A secretária adjunta, da Semas, disse que a parceria do governo do Pará com a ANA é fundamental no processo de avanço da gestão das águas. “Estamos cientes da necessidade de fortalecer a gestão em bases técnicas. O Plano Estadual de Recursos Hídricos vai definir diretrizes, prognóstico, metas e ações necessárias à gestão sustentável das águas subterrâneas, que são de domínio estadual”, pontua Verônica Bittencourt.

O diretor da área de gestão da ANA, Ricardo Andrade, ressaltou que a discussão sobre a possibilidade desses estudos começou em 2014 e “hoje conhecemos o resultado. Estamos aqui para apoiar a implantação de fato desse trabalho”.

A diretora de Recursos Hídricos, da Semas, geóloga Luciene Chaves, falou da evolução da estrutura voltada ao gerenciamento de Recursos Hídricos dentro da Semas, destacou a situação atual da gestão de Recursos Hídricos no Estado e apresentou os projetos em andamento – Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão), Qualiágua, Plano Estadual de Recursos Hídricos (PERH/PA) e o Sistema de Gestão de Recursos Hídricos (Sigerh) do Pará e  ainda os instrumentos de gestão de outorga, do Programa de capacitação nos municípios, por meio de seminários, minicursos, palestras e outros programas e projetos desenvolvidos no Pará.

Engenheiros e geólogos da empresa contratada pela ANA para realizar os estudos deram orientações sobre os levantamentos de dados para os estudos hidrogeológicos, do modelo hidrogeológico conceitual dos aquíferos da região pesquisada, da caracterização hidrogeoquímica das águas, os impactos da urbanização nas águas e as estratégias de gestão das águas subterrâneas.

O trabalho apresentado pela ANA teve a colaboração da Comissão Técnica de Acompanhamento e Fiscalização dos Trabalhos – formada por representantes da Semas, CPRM. UFPA, prefeituras municipais, Cosanpa, Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos (Arcon) e a Agência Reguladora de Água e Esgoto de Belém.

Ascom Semas

 

 

 

 

 

 

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará