Oitenta técnicos concluem qualificação em Gestão Ambiental

 

Belém, 12/05/18 – A primeira etapa da II Qualificação para Gestão Ambiental dos municípios paraenses, promovida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e pelo Programa Municípios Verdes (PMV), foi concluída na sexta-feira (11), com a participação de 80 pessoas. A realização do evento, destinado a gestores e técnicos de secretarias municipais de Meio Ambiente e membros dos conselhos ambientais, tem o apoio do Fundo Amazônia, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Participaram da capacitação, na capital paraense, representantes dos municípios de Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju, Oeiras do Pará, Tailândia, Belém, Santa Bárbara do Pará, Ananindeua, Marituba, Benevides, Tomé-Açu e Concórdia do Pará, pertencentes às Regiões de Integração Guajará, Tocantins e Rio Capim.

Para a equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Limoeiro do Ajuru, a qualificação foi novidade. O titular do órgão, Adair Santos, contou que o município está iniciando, de fato, o engajamento na área ambiental. “É a primeira vez que eu e esses técnicos participamos. Se tornou ainda mais interessante para o município porque é uma equipe que está sendo criada agora, quando o município está dando os primeiros passos para a gestão ambiental municipal. Estamos sistematizando esse trabalho. Serviu para abrir a mente dos servidores que vão compor a equipe”, informou.

Atualização – Já a engenheira ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade) de Barcarena, Jamyle Ferreira, o evento ajudou a ampliar seus reconhecimentos. “De modo geral foi muito bom. É a segunda vez que eu participo e teve um bom desenvolvimento da primeira vez para cá. Algumas palestras trouxeram muitas novidades, mostrando que a gente tem que ficar se atualizando”, observou.

Entre os sete representantes de Igarapé-Miri, o secretário Edmilson Martins destacou na programação os programas de educação ambiental desenvolvidos pelo Estado. “Para mim foi a melhor palestra”, disse o secretário.

A diretora-geral do Núcleo Executor do PMV, Maria Gertrudes ressaltou que, apesar da alta rotatividade entre os gestores e técnicos das secretarias de Meio Ambiente no interior, vê o interesse das equipes em participar. “Eles querem o material. A gente vê que eles estão em busca de conhecimento. E tem um diferencial, que não é só dessa qualificação. Os palestrantes são da Semas, então eles ficam mais à vontade, pois isso facilita o entendimento, porque é de técnico para técnico”, afirmou.

Participação – Todos os 18 municípios do Polo Belém enviaram representantes das secretarias de Meio Ambiente para a qualificação. Segundo Vinícius Silva, gerente de Articulação e Municipalização da Gestão Ambiental da Semas, vinculada à Diretoria de Ordenamento, Educação e Descentralização da Gestão Ambiental (Diored), o saldo da primeira turma foi positivo. “A gente recebeu 90 inscrições e vieram 80 pessoas. A gente entende que o município tem dificuldade de deslocamento, gastos, mas o fato de serem 80 demonstra que eles estão interessados”, destacou.

Vinícius Silva lembrou que a Secretaria é procurada, para tirar dúvidas, pelos técnicos dos municípios, e considera as qualificações um ponto de aproximação. “Mesmo tendo sua política municipal, a gestão não tem algumas experiências que os nossos técnicos têm, seja sobre licenciamento, fiscalização, sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e educação ambiental. Eles sentem que estão escutando alguém que tem expertise, conhece no campo o trabalho da gestão ambiental. Eles pensam ‘vou aprender com ele’. Isso é fundamental. O fato de ficarem disponíveis as apresentações, os contatos, também ajuda, porque eles podem retornar ao conteúdo passado e até tirar dúvidas depois. Não deixa de ser uma linha direta com a Semas”, afirmou.

A Diretoria de Ordenamento, Educação e Descentralização da Gestão Ambiental da Semas coordena a qualificação de técnicos e gestores em todas as regiões de integração, para fortalecer a gestão ambiental municipal de forma continuada, visando à melhoria e à eficiência na qualidade dos serviços prestados à sociedade.

Nesse primeiro momento, participaram representantes de municípios das regiões de integração Guajará, Tocantins e Rio Capim. As qualificações serão realizadas em Belém, Castanhal, Capanema, Marabá, Santarém, Itaituba, Redenção e Altamira. Serão cerca de 800 técnicos e gestores capacitados até setembro deste ano, em ordenamento ambiental, fiscalização, licenciamento, educação ambiental, outorga, rotinas administrativas e procedimentos de protocolo, dentre outros temas relacionados à gestão ambiental.

Por Natália Mello/PMV

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará