Governo cria grupo de trabalho e inicia ações imediatas para atuação em Barcarena

Belém, 22/02/18 – Com a divulgação do laudo do Instituto Evandro Chagas (IEC), nesta quinta-feira (22), sobre a qualidade da água coletada nas imediações da área onde ficam localizadas as bacias de resíduos da empresa Hydro, em Barcarena, o Governo do Estado criou já na tarde de hoje um Grupo de Trabalho composto por vários órgãos do Estado para atuação conjunta e integrada. O grupo é composto pelas secretarias de Saúde Pública (Sespa), de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Companhia de Desenvolvimento Econômico (Codec), Defesa Civil do Estado e Procuradoria Geral do Estado (PGE).

O grupo tem como foco principal a saúde dos moradores das comunidades próximas do local e do meio ambiente, realizando ações imediatas e monitoramento permanente, além de solicitar a tomada de medidas preventivas, por conta do alto volume de chuvas nesse período. O grupo já determinou à empresa que garanta a distribuição imediata de água potável para consumo humano para as comunidades. A Semas também já notificou a empresa Hydro para que apresente informações sobre o índice pluviométrico incidente na área de resíduos e laudo analítico do rio próximo a área.

O secretário de Saúde do Estado, Vitor Mateus, estará na manhã desta sexta-feira (23) no município, onde se reúne com o prefeito de Barcarena, Antonio Villaça, para discutir as medidas que serão tomadas por cada esfera de poder e em conjunto. O primeiro passo é a identificação do número de famílias que vivem nas comunidades Bom Futuro e Vila Nova para o atendimento imediato.

Plano de ação – A Sespa já formulou um Plano de Contingência de Vigilância em Saúde, que será aplicado a partir da manhã desta sexta (23). Equipes da Sespa estarão nas comunidades para coleta de amostras de água de poços artesianos e de outros tipos instalados por moradores para nova análise pelo Laboratório Central (Lacen), tendo como objetivo manter permanente vigilância sobre a qualidade da água para consumo humano.

A Defesa Civil já está com agentes no interior da empresa para atuar em conjunto em diversas ações, como a garantia de envio de caminhões-pipa para distribuição de água para a população dessas comunidades.

Outra ação a ser realizada pela Sespa será o permanente levantamento e avaliação da situação epidemiológica, com realização de exames e ações de cunho educativo para prevenção, além de atuação especial em casos notificados após o episódio.

Fiscalização permanente e autuação – O Governo do Estado ainda informa que no último sábado (17) equipes da Semas estiveram no local, em conjunto com representantes do Ministério Público Estadual, Ministério Publico Federal e Secretaria de Meio Ambiente de Barcarena para verificação da situação nas áreas onde surgiram as primeiras denúncias.

Durante a vistoria, não foi identificado rompimento das bacias de resíduos, porém, os fiscais identificaram o lançamento irregular de efluentes da área alagada da empresa para o ambiente externo. As secretarias estadual e municipal de Meio Ambiente notificaram a empresa de imediato.

A Semas intensificará o monitoramento, que já vinha sendo feito, por conta das fortes chuvas que ainda atingem a região. O Centro Integrado de Monitoramento Ambiental (CIMAM) vem trabalhando com informes diários com previsão de chuvas e análise com imagens de satélite da área em avaliação.

Por Governo do Estado do Pará

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará