Pesquisadores debaterão desenvolvimento costeiro sustentável em Salinópolis

Belém, 01/12/17 – Soluções para a erosão e proteção costeira, o desenvolvimento turístico em torno das praias do Maçarico e da Corvina, o lixo flutuante nos oceanos, problemas e manejos dos plásticos estão entre os debates, que recebem apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), na programação do Seminário para o Desenvolvimento Costeiro Sustentável, o II EcoSalinas, promovido pelas universidades federais do Pará (UFPA) e do Rio de Janeiro (UFRJ), entre os dias 5 e 7 de dezembro, no Hotel Prive do Atalaia, no município de Salinópolis, nordeste paraense.

A Engenharia Costeira e Oceânica, e a exploração de petróleo na margem equatorial também são temas em evidência no seminário, que visa discutir as diferentes problemáticas de Salinópolis e da região do Salgado, trazendo proposições de manejo e de soluções dentro de conceitos modernos de sustentabilidade. Confrontar as visões de diversos especialistas sobre as novas descobertas dos recifes de corais na plataforma continental e a exploração de petróleo na área contígua, e ainda analisar aspectos relativos ao desenvolvimento regional, que pode ser alavancado por essa atividade econômica, estará em destaque no evento.

Mesas redondas vão apresentar em palestras a nova fronteira de exploração do petróleo na foz do Amazonas, Pará-Maranhão e Barreirinhas e o papel das dunas na dinâmica costeira, com propostas de restauração, entre outras atividades.

Esta segunda edição do seminário trará contribuições de especialistas de universidades do Rio de Janeiro, Pará e da Holanda, da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) dos Estados Unidos, de instituição de pesquisas científicas do Amapá, da Agência Nacional do Petróleo, do Ministério do Meio Ambiente e outros pesquisadores para aprofundar as discussões já iniciadas, em 2016, no I EcoSalinas, sobre a dinâmica costeira e o seu impacto na atividade turística. Visa também trazer contribuições sobre a engenharia costeira e oceânica como apoio ao desenvolvimento da atividade de exploração e produção de petróleo.

O seminário está direcionado para integrantes do Governo do Estado, da prefeitura de Salinópolis, associações civis e demais intervenientes da região costeira do município de Salinópolis e praias adjacentes – professores, pesquisadores, futuros candidatos a concursos que serão abertos e alunos dos cursos de oceanografia, biologia, engenharia ambiental e engenharia civil.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará