Operação combate o desmatamento e a pesca predatória

 

Belém, 30/08/17 – O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento.

A ação de fiscalização chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.

A operação também identificou diversos pontos de desmatamento nos limites do Mosaico Lago de Tucuruí. Entre Goianésia e Jacundá, houve a apreensão de estacas de madeira e vistoria de embarcações. Em Itupiranga, na Ilha dos Patos, ocorreu a apreensão de malhadeiras e amarradores (paredão), além de realizações de vistoria na balsa de mineração, referente ao processo de licenciamento ambiental da referida atividade.

Uma família foi autuada pela Semas, por retirar estacas em uma área de extração de madeira. Ainda foi localizado na área um trator, utilizado para puxar madeiras (castanheiras, amarelão e acapu), além do acampamento onde estavam instalados. Já em Tucuruí, foi apreendida uma embarcação com 184 estacas, que seria descarregada no Porto do km 12, além de mais 300 estacas e 200 mourões.

Durante as fiscalizações, foi localizado um acampamento de um grupo de pescadores e caçadores. No local, foi apreendido carga de pescado e malhadeiras. A equipe encontrou ainda um barco de pesca, com ferramentas e mais uma carga de pescado, de tamanho irregular.

De acordo com Mariana Bogéa, gerente da Região Administrativa de Tucuruí (GRTUC/Ideflor-bio), esta ação faz parte do calendário de fiscalização do Ideflor-bio e Semas. “Estas ações vão se intensificar cada vez mais, principalmente em função dos índices de desmatamento do Mosaico Lago de Tucuruí”, explicou.

Com informações de Denise Silva – Ascom Ideflor

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará