Semas leva educação ambiental a Mosqueiro e Salinas

Mosqueiro e Salinas, 16/07/17 – A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) levou o projeto Ação Verão 2017 aos balneários de Mosqueiro e Salinas no último final de semana. A iniciativa reforça a importância da preservação das praias, igarapés e outros ecossistemas, bem como o uso sustentável dos recursos naturais, a partir da realização de atividades de cunho educativo.

Em Mosqueiro, a ação iniciou na Escola Padre Eduardo, onde servidores da Semas conversaram com os estudantes sobre proteção à biodiversidade. Já nas praias, as crianças e jovens integrantes do Projeto Escola da Vida, do Corpo de Bombeiros, reforçaram as atividades da Ação Verão, abordando os veranistas e sensibilizando-os para a causa da preservação.

Essa parceria já vem de algum tempo. Tivemos todo apoio do comandante do quartel local do Corpo de Bombeiros e também responsável pelo PEV em Mosqueiro, que, aliás, é um belo projeto de cunho social, porque atende menores em situação de vulnerabilidade. Nesse período do veraneio eles vêm ajudar em nossas ações. Todas as sextas-feiras de julho percorremos os balneários levando palestras e conversando com as pessoas para despertar nelas a consciência ambiental”, explica a coordenadora de Educação Ambiental da Semas, Sineide Wu.

Durante a Ação Verão foram entregues kits ambientais às crianças, que também participaram de jogos e brincadeiras ecológicas. Os servidores ainda percorreram as barracas e restaurantes ao longo da praia para orientar proprietários e funcionários desses locais. “Nós fazemos uma abordagem com os veranistas, principalmente porque nesse período o fluxo de pessoas que deixam as cidades em direção aos balneários é muito grande. No entanto, muitos deles não fazem o descarte adequado do lixo, que acaba sendo deixado nas praias”, analisa Sineide.

Além disso, o projeto reforça o trabalho das secretarias de Meio Ambiente dos municípios visitados no combate à poluição sonora.

Sob a coordenação de arte-educadores, as crianças participaram de oficinas de desenhos e jogos de sustentabilidade. “Sempre procuramos fazer uma abordagem lúdica com as crianças, pois elas acabam dando o exemplo aos adultos quando aprendem a recolher o lixo e depositar nos locais adequados sabendo exatamente o bem que isso representa para o meio ambiente. A partir daí esse gesto vai passar a fazer parte da rotina delas e também da família. São esses os cidadãos que queremos para o futuro”, comenta o arte-educador Wallace Horst.

A doméstica Luciete Reis levou a filha e o sobrinho para participarem das atividades lúdicas. “Eu acho ótimo. Porque assim a criança aprende a manter a praia limpa, jogar o lixo no lixo. E a Monique já tem essa preocupação: se eu quero jogar alguma coisa fora, ela já alerta que o local certo é a lata do lixo. Ação aprovadíssima!”, relatou.

Nas barracas, a iniciativa da Semas também recebeu elogios. “Acho esse trabalho sensacional. Isso incentiva as crianças a cuidarem da natureza. Aqui sempre procuramos seguir as recomendações, mas, infelizmente, observamos que muita gente ainda não tem essa consciência”, disse a dona de restaurante, Edimilza Pereira.

Em Salinas, a ação teve a mesma diretriz, e foi realizada na praia do Atalaia. A ideia também foi promover ações socioculturais voltadas para o desenvolvimento sustentável e atividades de orientação e prevenção sobre a poluição das praias. As atividades aconteceram no município de Salinópolis, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Salinas (Semma), Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) e o Corpo de Bombeiros, pot meio do Projeto Escola da Vida (PEV).

No primeiro dia, um encontro com todos os parceiros envolvidos foi realizado na Câmara de Vereadores de Salinópolis, onde técnicos secretarias ministraram palestras sobre o uso racional da água e ecossistemas litorâneos. Também houve um nivelamento das ações que foram desenvolvidas na praia e a distribuição de lanche aos adolescentes do PEV do Corpo de Bombeiros do Pará.

Obedecendo a tábua de marés, no sábado e no domingo, as instituições participaram da realização de atividades lúdicas e educativas no Lago da Coca Cola, com catação de resíduos; na Praia do Atalaia, com pintura facial e desenhos; Blitz Educativa com distribuição do Lixocar; apresentação dos fantoches Lili e Neco, para sensibilizar crianças e adolescentes quanto à importância de não jogar lixo na praia, além da entrega de brindes e sacolas plástica aos vendedores e veranistas. Por fim, a programação contou com  apresentação da história “Seu Formiga e o Meio Ambiente”. “Fazer Educação Ambiental na praia é sempre um desafio. Mostramos um pouco do trabalho realizado pela Semas, por meio da Coordenação de Educação Ambiental, conversando com banhistas, vendedores e turistas sobre a importância de ter praias limpas e conservadas, onde todos ganham tendo qualidade de vida”, disse o servidor da Semas que atuou coordenador da ação em Salinópolis, Gilton Moura. 

No próximo final de semana, o projeto será levado às praias de Algodoal e prosseguirá em Salinópolis.

Ascom Semas

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará