Órgãos federais visitam Centro Integrado de Monitoramento Ambiental do Pará

Belém, 04/07/2017 – Representantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) e Ministério do Meio Ambiente (MMA), conheceram, nesta terça-feira (04), o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental (Cimam). A comitiva foi recebida pelo coordenador do Cimam, coronel Daniel Mendes.

Na ocasião, eles assistiram uma apresentação sobre as novas tecnologias do Centro. A apresentação foi feita pelo coordenador Daniel, que explicou sobre algumas ações desenvolvidas de políticas públicas e principais ferramentas de gestão ambiental do Estado, como o Sisflora 2.0 (Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais), a Lista do Desmatamento Ilegal (LDI), Programa de Redução de Emissão de Gases do Efeito Estufa Provenientes do Desmatamento e da Degradação Florestal (Pregeed) e o Portal da Transparência – website onde todas as informações sobre ações, dispositivos e dados gerados por sistemas do Estado estão disponíveis para consulta pública.

Outro destaque é o sistema de satélites chamado Planet, que fornece imagens de biomassas com precisão de três metros de distância da área, dando subsídios para detectar crimes ambientais como desmatamento e monitorar em tempo real. Essas tecnologias auxiliam os técnicos no desenvolvimento de ações como o monitoramento de empreendimentos e atividades potencialmente degradadoras, por meio de alertas e relatórios, para subsidiar a fiscalização ambiental in loco.

“Nós apresentamos o centro e as ferramentas embarcadas, esse é um momento importante onde disponibilizamos todo o potencial que a iniciativa pode trazer para outros órgãos. O que estamos buscando é a integração, a parceria entre diversos entes porque a ideia é compartilhar, e a partir dai, integrar ações conjuntas. Desta forma podemos efetivamente garantir o emprego dos recursos naturais de maneira mais eficiente e adequada, impactando naquilo que todos desejam, independente da esfera de governo: manter a sustentabilidade. A ideia é poder tornar de conhecimento de todos os órgãos e ao mesmo tempo facilitar a comunicação entre eles” destacou Daniel.

A coordenadora de Gestão Ambiental e Agropastoril da Semas, Rose Chaves, afirmou que a ideia é constantemente interligar o trabalho desenvolvido pelo órgão estadual e federal, por meio de padronização, inserção de dados e trocas de informações.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará