Semas e Sespa promovem palestra com dicas sobre alimentação saudável

imagem-da-palestra

Belém, 18/05/17 – Uma alimentação equilibrada é fundamental para manter a saúde e a energia ao longo do dia para executar as atividades do cotidiano. O desbalanceamento dessa alimentação pode comprometer o desempenho do organismo e, em alguns casos, a mudança de hábitos alimentares é indispensável. Isso tudo se agrava ainda mais com o avanço da idade. Em função disso, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), com o apoio da Secretaria de Estado e Saúde Pública (Sespa), promoveu uma palestra sobre “Alimentação correta, nutrição na certa” na tarde da última quarta-feira, 17, no auditório do órgão ambiental. A facilitadora foi a nutricionista Walkiria de Moraes, da Coordenação Estadual de Nutrição da Sespa.

O objetivo da atividade foi orientar os servidores que estão em fase de aposentadoria quanto à alimentação saudável, tendo como base o Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde. A importância de o evento ser realizado na secretaria é que os funcionários que se encaixam nesse quadro tenham conhecimento do que é ter uma alimentação balanceada e desenvolvam um estilo de vida mais saudável, aliando-o às atividades físicas.

As discussões também visam à prevenção do sedentarismo e o aparecimento de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e obesidade, por exemplo, que são causados principalmente pela alimentação inadequada, caracterizada pela redução na ingestão de frutas e vegetais e aumento na ingestão de alimentos ricos em gordura.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a saúde da população do Brasil mostram que há um aumento das doenças e agravos não transmissíveis em toda a sociedade. Elas são responsáveis por 58,5% de todas as mortes e por 45,9% da carga total de doenças no mundo todo. Uma alimentação saudável e balanceada previne contra essas doenças, melhora qualidade de vida, aumenta a imunidade e a energia, reduz o cansaço, melhora o humor, combate a depressão, retarda o envelhecimento e melhora a circulação.

Na palestra, Walkiria de Moraes fez uma classificação de alguns alimentos e mostrou formas de ter a alimentação balanceada. Ela sugeriu que os alimentos in natura (minimamente processados) sejam a base alimentar, pois quanto mais natural for o alimento, mais nutrientes ele possui. A palestrante também destacou que é muito importante evitar excessos, comer devagar, com regularidade, em ambientes tranquilos, em boa companhia, evitar comer nos intervalos entre as refeições, beber muito líquido e fazer atividades físicas acompanhado por um profissional.

Outras instruções dadas pela nutricionista são optar por restaurantes e lanchonetes que sirvam comidas feitas na hora, além de ter muita atenção quanto ao aumento do colesterol e o excesso de carboidratos. Alimentação tradicional do paraense, o açaí também foi tema da palestra. A profissional da área da saúde sugeriu o uso da aveia no lugar da farinha, que não tem nutrientes. A palestrante também falou sobre o perigo dos alimentos modificados. “É muito importante evitar a ingestão de alimentos processados, ou seja, os alimentos in natura que a indústria alimentícia manipula adicionando corantes, conservantes, excesso de sódio ou açúcar. Isso é feito para aumentar a validade dos produtos, então eles não são saudáveis”, comentou.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará