Impacto da febre amarela em macacos é explicado em palestra

dsc_01161 dsc_01141 dsc_01231

Belém, 30/03/2017 – Discutir os impactos do surto de febre amarela nos macacos e esclarecer dúvidas sobre a transmissão, imunização e sintomas da doença foram alguns dos temas discutidos na mais recente palestra da Quinta da Educação Ambiental, nesta quinta-feira (30), evento promovido mensalmente pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), por meio da Diretoria de Ordenamento, Educação e Descentralização da Gestão Ambiental (Diored). A Gerência de Articulação e Difusão de Educação Ambiental (Gdam) organizou a programação.

O palestrante, Paulo Castro, do Centro Nacional de Primatas (Cenp), explicou que o surto de febre amarela tem ameaçado algumas espécies de primatas. “Algumas populações de macacos diminuem muito com a doença, até porque não existe uma vacina, como existe para os seres humanos, eles não tem nenhum tratamento, adoecem e morrem. O surto atual, principalmente na região da mata atlântica, no sudeste do Brasil, tem ameaçado muitas especies, inclusive algumas que já sofriam com a perda de bioma”.

A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue, Zika e chikungunya. A febre amarela silvestre é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um arbovírus (vírus transmitido por artrópodes), que pode levar à morte em cerca de uma semana, se não for tratada rapidamente. A doença é comum em macacos, que são os principais hospedeiros do vírus. Segundo o Ministério da Saúde, não há transmissão da doença de pessoa a pessoa ou de animais a pessoas. A patologia é transmitida somente pela picada de mosquitos infectados com o vírus da febre amarela.

Isabele Carvalho da Coordenadoria de Educação Ambiental (Ceam), da Semas, disse que o encontro é muito importante para esclarecer algumas dúvidas sobre a doença. “A palestra foi muito importante até para ajudar a desmistificar sobre a transmissão da febre amarela, até porque o macaco é só um hospedeiro e não o transmissor”.

Ascom Semas

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará