Semas recebe animais silvestres para devolução à natureza

dsc_0082 dsc_0085 15205652_1834559696759948_1947508530_o

Belém, 02/12/2016 – Diversos passeriformes foram recolhidos para serem devolvidos à natureza, durante esta semana, pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), por meio da Gerência de Fiscalização de Fauna e Recursos Pesqueiros (Gefau). Mais de 10 pássaros de espécies como Curió e Sabiá foram recebidos na Diretoria de Fiscalização Ambiental da secretaria para posterior soltura no Parque Estadual do Utinga (Peut).

Os animais que chegaram até o órgão ambiental por entrega voluntária de criadores de passeriformes, que foram notificados pela Semas para entregá-los e, assim, sair do status de irregularidade no sistema. Os passarinhos passaram por uma análise veterinária e de comportamento para que os técnicos pudessem avaliar se estavam em condições de voltar à natureza.

Fábio José, morador do município de Santa Izabel do Pará, foi um dos passarinheiros que compareceram à Semas para entregar pássaros que estavam mantendo de forma irregular. O criador emocionou-se ao fazer a entrega e demonstrou arrependimento pela demora em libertar os pequenos animais. “Eu crio eles a mais ou menos 5 anos, então, ter essa atitude é difícil pelo apego e mesmo tendo cuidado da melhor forma possível, nada justifica aprisioná-los. Quando fui notificado pela Semas, percebi que o melhor a fazer era entregá-los porque assim eles poderiam retornar ao seu ambiente adequado, ter sua liberdade e uma vida melhor”, destacou.

Castanhal – No final de novembro, a equipe da Semas realizou a soltura de outras espécies de animais no município de Castanhal. Na ocasião, foram soltos pássaros da espécie Curió que haviam sido apreendidos durante operação de fiscalização ambiental, além de dois Bichos Preguiça, um Quati e uma Coruja (mais conhecida como Murucututu) que chegaram até o órgão ambiental também por entrega voluntária.

Solange Gomes, gerente e bióloga da Semas, explicou que os animais foram avaliados pelos técnicos da secretaria para análise do comportamento e verificação do estado de mansidão e depois foram encaminhados para o Hospital Veterinário da Universidade Federal do Estado do Pará (UFPA), no campus de Castanhal, que fizeram a avaliação para tratar da saúde dos animais. Após receberem alta médica, a equipe da Semas constatou que a mata do entorno do campus era própria para a necessidade e sobrevivência dos animais, e os devolveram ao habitat natural.

Regularização de passeriformes – No estado do Pará, os criadores de passeriformes podem obter regularização na Semas, que gerencia o Sistema de Cadastro de Criadores Amadoristas de Passeriformes (Sispass), do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A finalidade do instrumento é orientar os criadores amadores a criar pássaros dentro das leis e controlar esse manejo.

Para se tornar um criador registrado e legalizado de pássaros é necessário realizar o Cadastro Técnico Federal (CTF) no site do Ibama e procurar a Semas para homologar o cadastro mediante apresentação de documentos. É importante ressaltar que a autorização do Sispass não se aplica à regularização de pássaros sem anilhas e de origem ilegal.

Orientações – A Semas orienta ainda que em caso de localização de animal silvestre em áreas urbanas, atropelados em estradas ou em condições de maus tratos e aprisionamento, o cidadão deve buscar auxílio do órgão ambiental. O Batalhão de Policiamento Ambiental e a Delegacia de Meio Ambiente do Pará também atuam no resgate e fiscalização.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará