Seminário Regional da Amazônia Legal em Cuiabá debate o Código Florestal

WhatsApp-Image-20160623 (1) WhatsApp-Image-20160623 (4) WhatsApp-Image-20160623

Belém, 23/6/2016 – Em comemoração ao quarto aniversário do Código Florestal Brasileiro, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) participou da mesa de debate sobre Avanços e desafios na implementação do Código Florestal, representada pelo secretário adjunto de gestão e regularidade, Thales Belo. O evento fez parte do Seminário Regional da Amazônia Legal, promovido pela Observatório do Código Florestal (OCF), em Cuiabá, no Mato Grosso, nesta quinta-feira (23).

O seminário contou com a participação de secretários estaduais de meio ambiente, agentes e técnicos municipais de gestão ambiental de diversos órgãos, produtores rurais, trabalhadores do campo, ambientalistas e a sociedade civil em geral. O objetivo foi discutir os acontecimentos em torno da efetivação do Código Florestal na região amazônica e as melhores maneiras de enfrentar os impasses ambientais prezando o respeito às leis e também debater sobre as perspectivas futuras do Código e sua relevância para as gerações futuras.

A versão do Código Florestal Brasileiro aprovada mais recentemente data de 2012, sendo a lei que institui as normas sobre o uso e exploração da mata nativa do território brasileiro, determinando as áreas que devem ser preservadas e quais são autorizadas a receber os diferentes tipos de produção rural.

Estiveram também na pauta do encontro o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e o Programa de Regularização Ambiental (PRA), programa nacional que o Pará foi o primeiro estado em todo o país a implementar, o cadastramento dos assentamentos rurais, a descentralização e municipalização da gestão ambiental. Para o secretário adjunto da Semas Thales Belo, encontros como esses são essenciais para o crescimento da sustentabilidade no Brasil. “A reflexão acerca do que foi feito até agora para implantar o Código Florestal,com responsabilidade e eficiência, é primordial para que possamos dar novos passos em direção a uma gestão ambiental cada vez mais transparente, sustentável e capaz de promover mudanças efetivas para o país”, avalia.

Participaram ainda da integração o Sindicato dos Trabalhadores Rurais Santarém, Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Pará (Fetagri), o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), a Universidade de Brasília (UnB), a Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso (Sema/MT) e as secretarias municipais de meio ambiente de Brasil Novo, sudoeste paraense, e de Alta Floresta, em Mato Grosso.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará