Público juvenil participa de caminhada ecológica no Parque do Utinga

DSC_0962 DSC_0979 DSC_0992

Belém, 05/4/16 – Uma caminhada ecológica realizada por um público infantojuvenil – entre 8 e 18 anos –  no Parque Estadual do Utinga (Peut), na terça-feira (5), esteve concentrada nas questões ambientais enfrentadas na região metropolitana de Belém, principalmente, relacionadas à água. Este foi o principal objetivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e da Fundação Pro Paz, que estabeleceram um acordo de cooperação para trabalhar com a infância e a adolescência, enfocando o tema Água: fonte de saúde e vida no dia a dia da comunidade.

Os alunos observaram dentro do Peut os lagos Bolonha e Água Preta, que abastecem de água a capital Belém e alguns bairros do município de Ananindeua, e receberam orientações ambientais sobre o local e instruções da importância da preservação desse meio ambiente para a vida de hoje e das futuras gerações. Os jovens foram ao parque e voltaram para casa em ônibus da Semas.

O projeto, que funciona como complementação escolar, mas também atende quem não está regularmente matriculado nas escolas, pretende diminuir índices de violência com estímulos à cultura de paz, por meio de atividades preventivas a crianças e adolescentes que vivem em áreas de risco, promovendo a inclusão, interação e integração na vida comunitária.

Lucivaldo Pontes, técnico da Coordenadoria de Educação Ambiental, da Semas, disse que  esse público em vulnerabilidade social está sendo atendido, por exemplo, com o desenvolvimento do curso de Agentes Ambientais Juvenis comunitários, em atividades teóricas e práticas: oficinas voltadas à serigrafia, à produção de brinquedos ecológicos, palestras de boas práticas para conservação do meio ambiente e caminhadas ecológicas. “A Semas entra com a educação ambiental para os garotos e outras secretarias também estão unidas ao Pro Paz para atender esse público alvo”, afirma.

Uma série de ações que envolvam atividades de esporte e lazer, arte e cultura e a sustentabilidade, preservação e conservação do meio ambiente, está sendo direcionada a esse público que já participa e é inserido em ações do Pro Paz. A programação indica que, inicialmente, a Semas irá atender dois polos de Belém, até final de maio – no bairro do Guamá, na Universidade Federal do Estado do Pará (UFPA) e no bairro da Terra Firme, na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). Cada polo conta com cerca de 30 alunos.

Depois de apresentação de vídeo educativo e distribuição de lanches aos participantes, a equipe presente no Parque do Utinga composta também pela assistente social Endira Vidal, pela pedagoga, Izabele Carvalho, ambas da Semas, e pela técnica do Instituto de Desenvolvimento Florestal (Ideflor-Bio) Bianca Cardoso, informou que ainda nesta terça-feira (5) à tarde, haverá oficina de atendimento à saúde nas comunidades do entorno da UFPA e na quinta-feira (7), outra caminhada ecológica no Peut e oficina de prevenção à saúde serão realizadas com integrantes das comunidades do entorno da Ufra.

A ação é resultado de reunião do Conselho Mundial da Água com o governo do Pará e acordo firmado entre o presidente da Fundação Pro Paz, Jorge Bittencourt e o secretário de Meio Ambiente, Luiz Fernandes da Rocha. Além disso, a temática foi eleita para debater as ações empreendidas no Plano de Educação Ambiental apresentado pela Semas para este ano de 2016 e servirão como preparatórias para o 8º Fórum Mundial da Água, previsto para ocorrer em 2018 em Brasília.

O Parque Ambiental do Utinga está com o acesso público vedado por causa de obras de infraestrutura que estão sendo realizadas no local. A ação do Pro Paz em parceria com a Semas é uma exceção, movida pelo acordo firmado entre as instituições do governo do Pará.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará