Reunião na Semas discute alterações no Sisflora 2.0

  

Belém, 01/4/2016 – A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) reuniu nesta sexta-feira, 1º, representantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Ministério Público Federal (MPF) para debater sobre as mudanças e integração do novo Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora 2.0). O objetivo foi ouvir os representantes das instituições a fim de esclarecer dúvidas e demandas sobre a integração do novo sistema.

Na ocasião, estiveram presentes o secretário adjunto de Gestão e Regularidade Ambiental, Thales Belo, técnicos da Semas, representantes do Ibama, do MPF e da empresa Tecnomapas. Os usuários demonstraram melhorias que poderiam ser implantadas no novo sistema e fizeram uma lista de sugestões para o aperfeiçoamento do Sisflora 2.0. Dentre as propostas apresentadas, a inclusão da função de ‘Guias Florestais Movimentadas’ e os relatórios do empreendimento com as coordenadas geográficas estiveram em pauta.

Segundo a corregedora da Semas, Rosângela Wanzeller, discussões sobre o Sisflora 2.0 acontecem desde 2013 e o sistema foi construído levando em consideração as observações de todos os presentes desde as primeiras discussões, com representantes da Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira (Aimex), Tecnomapas, Ministério Público Federal, Associação dos Engenheiros Florestais, entre outros. Segundo ela, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) também recebeu convite para participação nas reuniões.

Nas mudanças do sistema, destacam-se os novos filtros para acesso à informação e uma nova exigência: agora os usuários precisam apresentar uma Licença de Operação (LO) válida e com a tipologia correta. O principal objetivo da mudança do Sisflora 1.0, para o Sisflora 2.0, foi agilizar os trâmites de empreendimentos cadastrados no sistema, além de aperfeiçoar o controle e rastreabilidade de produtos florestais comercializados. As alterações são resultados das exigências do mercado internacional, que pede a comprovação da autorização e da origem legal da madeira, para evitar que se compre produto florestal ilegal exploradas em área de proteção ambiental, terras indígenas e de outras áreas desmatadas ilegalmente.

O portal do Sisflora 2.0 pode ser acessado através do site da Semas. Para entrar no sistema, o usuário deverá estar com o certificado digital conectado ao computador e deverá criar novo Login e senha, clicando na opção que estará disponível na tela inicial. Além disso, é importante ressaltar que todos os empreendimentos deverão realizar o Requerimento de Renovação de Cadastro por meio do novo sistema, mesmo aqueles que foram recadastrados recentemente.

As reuniões para viabilizar o funcionamento do Sisflora 2.0 vão continuar internamente para que se verifique a possibilidade de realizar as alterações propostas na reunião.

Ascom Semas

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará