Desmatamento no Pará cai 14% e se mantém na contramão dos índices da Amazônia

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia – Imazon divulgou nesta quinta-feira (27) o SAD 2015, calendário anual de desmatamento na Amazônia Legal do período de agosto de 2014 a julho de 2015. Segundo o levantamento, o Estado do Pará registrou queda de 14% no desmatamento em relação ao calendário anterior (agosto de 2013 a julho de 2014), ao contrário do índice da Amazônia que aumentou em 63%.

Em toda a Amazônia, o desmatamento registrado foi de 3.322 quilômetros quadrados ao passo que no SAD 2014 o desflorestamento totalizou 2.044 quilômetros quadrados. Segundo o estudo do Imazon, o Pará foi responsável por 732 quilômetros quadrados enquanto que no calendário de 2014 o número registrado foi de 852 quilômetros quadrados.

“Estes dados são muito positivos para o Estado, pois, pela primeira vez no histórico deste índice, o Pará caiu enquanto o restante da Amazônia subiu. Sempre acompanhamos a tendência geral, mas, dessa vez, foi diferente”, comenta Justiniano Netto, secretário extraordinário para coordenação do Programa Municípios Verdes (PMV).

Ainda segundo o SAD 2015, o Pará sai da liderança do desmatamento na Amazônia e o Mato Grosso lidera o ranking com 31% do total desmatado no período. Em seguida aparece Pará (22%) e Rondônia (21%). Em termos relativos, houve aumento expressivo de 165% em Rondônia e 152% em Mato Grosso. Por outro lado, além do Pará, também houve redução no Estado do Tocantins (86%).

Desmatamento em julho

De acordo com o SAD, em toda a Amazônia Legal o desmatamento em julho de 2015 atingiu 542 quilômetros quadrados, que comparados a julho de 2014 representam um aumento de 52,6% (355 km²). A grande parte (27%) do desmatamento ocorreu no Amazonas, seguido por Rondônia (22%), Mato Grosso (17%), Pará (17%), Acre (10%) e Roraima (7%).

Em relação a julho de 2014, o Pará segue a tendência de queda nos índices. Se em julho de 2014 foram 208 quilômetros quadrados desmatados em julho de 2015 foram 93, ou seja, uma queda de 55%.

Prodes 2014

O relatório do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal – Prodes 2014, divulgado na última semana pelo Ministério de Meio Ambiente, também evidenciou que o Estado do Pará tem avançado no combate ao desmatamento e alcançado resultados positivos.

Segundo o levantamento, houve no Estado uma redução de 20% (1.887 km²) no desmatamento entre agosto de 2013 e julho de 2014 em relação ao calendário anterior (agosto de 2012 e julho 2013), em que foram registrados 2.346 km². Em toda a Amazônia Legal a taxa de redução foi de 15% (5.012 km²) em relação ao calendário de 2013, no qual foram contabilizados 5.891 km² de desflorestamento no bioma. Os dados divulgados representam o segundo menor registro da série histórica desde 1988, perdendo apenas para 2012.

O estudo apontou também que na última década o desmatamento no Pará diminuiu em 79%. Se entre agosto de 2003 e julho de 2004 o Pará foi o responsável pela degradação de uma área de 8.870 km², no mesmo período de 2013 para 2014 foram 1.887 km².matamento do Estado, entre agosto de 2013 e julho de 2014, se comparados ao calendário de 2013 (agosto de 2012 e julho 2013), em que foram registrados 2.346 km².

Em toda a Amazônia Legal a taxa de redução foi de 15% (5.012 km²) em relação ao calendário de 2013, no qual foram contabilizados 5.891 km² de desflorestamento no bioma. Os dados divulgados representam o segundo menor registro da série histórica desde 1988, perdendo apenas para 2012.

Ações

O Governo do Estado tem atuado de forma preventiva e repressiva contra o desmatamento com políticas públicas e ferramentas de gestão, como é o caso do Cadastro Ambiental Rural (CAR), da Agricultura de Baixo Carbono (ABC), da Educação Ambiental e do Plano de Prevenção, Controle e Alternativas ao Desmatamento (PPCAD). Por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), o Estado promove ainda operações de comando e controle por meio da integração com outros órgãos do Governo, e da Assessoria de Inteligência do órgão ambiental.

Para Luiz Fernandes Rocha, titular da Semas, o Pará atua continuamente no combate ao desmatamento. “O Estado está se desenvolvendo no sentido de criar mecanismos eficazes no enfrentamento ao desmatamento na Amazônia. Recentemente fizemos duas grandes operações, juntamente com os órgãos de segurança pública do Estado, o que tem resultado em apreensões e prisões de diversas pessoas”, conclui o secretário.

Texto: Raphael Pacheco e Naiana Gaby

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará