Audiência Pública em Rurópolis aborda Projetos de Estações de Transbordo de Cargas

Belém (30/04/15) – Na próxima terça-feira (05/05), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) realizará no município de Rurópolis, a 200 quilômetros de Santarém, Audiência Pública sobre três projetos referentes às Estações de Transbordo de Cargas, de responsabilidade das Empresas Cianport, Bertolini e Odebrecht, a ser localizado na região de Santarenzinho, entre os municípios de Rurópolis e Itaituba, e seus potenciais impactos ambientais. A primeira audiência sobre esses projetos aconteceu em Itaituba, em fevereiro deste ano.

Estarão presentes o titular da Semas, Luiz Fernandes Rocha, os secretários adjuntos de Gestão e Recursos Hídricos, Ronaldo Lima, e de Regularidade Ambiental, Thales Belo, a diretora de Licenciamento Ambiental da Semas, Sylvia Santos, a equipe técnica da Semas, que analisa os projetos, coordenados pela gerente Edna Corumbá, representantes do Ministério Público Federal e Estadual, autoridades federais, estaduais e municipais, órgãos públicos e privados, instituições governamentais e Não Governamentais.

O evento, aberto ao público, acontecerá no Ginásio Poliesportivo Dr. Almir Gabriel, na rua 05, S/N, Centro, Rurópolis. A audiência tem como objetivo informar à comunidade sobre os projetos referentes às Estações de Transbordo de Cargas, no estado do Pará e seus potenciais impactos ambientais e ainda possibilitar a discussão e o debate sobre o Relatório de Impacto Ambiental (Rima) dos referidos projetos, com o objetivo de subsidiar os pareceres técnicos a serem emitidos pela Semaspara fins de licenciamento ambiental.

Os Relatórios de Impacto Ambiental encontram-se à disposição dos interessados para consulta no site da SEMAS e na Biblioteca, localizada na Travessa Lomas Valentinas, 2717, Marco.

Dados sobre os Projetos – Os empreendimentos formam um complexo portuário, e as três iniciam suas operações de grãos com a chegada dos produtos via caminhões. Na ETC Rurópolis, da Bertolini e ETC Tapajós, da Cianport, os grãos serão encaminhados para silos via sistema de correias transportadores, e enviados por via hidroviária através de barcaças graneleiras. Na ETC Santarenzinho, da Odebrecht, os grãos serão encaminhados para armazéns via sistema de correias transportadoras, e enviados para as barcaças graneleiras via sistema de correias. No total, considerando as fases prévia, de instalação e operação, as empresas contabilizam mais de 1,1 mil empregos a serem gerados.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará