Educação ambiental na agricultura familiar é um dos focos da Semas no contexto rural

DSC_0024 DSC_0014 DSC_0047

Belém, 28/4/15 – O Pará está entre os estados brasileiros que se comprometeram com o Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar (Peaaf), do Ministério do Meio Ambiente (MMA). Este programa de educação ambiental está voltado para o público que lida diretamente com a agricultura familiar. Para esse debate, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), promoveu um encontro com outras instituições governamentais e não governamentais ligadas ao tema, na terça-feira, 28, para construção das ações necessárias ao desenvolvimento do Peaaf, no estado. O encontro continua até quarta-feira, 29, no Parque Estadual do Utinga.

O evento, organizado pela Coordenadoria de Educação Ambiental, da Diretoria de Ordenamento, Educação e Descentralização, da Semas, teve também a participação da Superintendência do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Pará, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Associação dos Municípios do Araguaia-Tocantins-Carajás (Amat-Carajás) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

A consultora do MMA, Juliana Alves, explicou durante o encontro, que a demanda de movimentos sociais, a partir de 2009, para que o governo federal desenvolvesse ações de práticas sustentáveis na agricultura familiar e no manejo dos territórios rurais resultou em um Plano Político Pedagógico nos estados que aderiram ao Termo de Cooperação com o MMA, para reforçar a educação ambiental no contexto rural.

Os objetivos das ações planejadas envolvem o desenvolvimento rural sustentável e a regularização ambiental das propriedades rurais, no âmbito da agricultura familiar; além do fomento a processos educacionais que promovam a formação, capacitação, comunicação e mobilização social.

Diretrizes

Entre a diretrizes desse trabalho incluem-se a adoção da agroecologia, do agroextrativismo, dos sistemas agroflorestais e demais práticas produtivas sustentáveis como referências para uma economia rural mais integrada, envolvendo a produção agrossilvipastoril e a recuperação de áreas de Preservação Permanente (APPs), Reservas Legais e outras áreas degradadas, difundindo o uso de tecnologias sociais no âmbito da agricultura familiar.

Também estão consideradas a incorporação às suas ações das estratégias, programas, plano e políticas traçados para temas correlatos, como mudanças climáticas, conservação da biodiversidade, do solo e da água, segurança alimentar, saneamento, resíduos sólidos, alternativas ao uso de agrotóxicos; educação do campo, assistência técnica, produção e consumo sustentável.

Ascom Semas

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará