Gestores e técnicos da área de gestão se reúnem para debater pautas econômicas

Belém (09/04/15) – Nove secretários de Estado e técnicos ligados à área de produção e gestão do governo do Estado, coordenados pelo titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Adnan Demachki, discutiram temas estratégicos da política de desenvolvimento econômico do Pará. O encontro avançou por mais de três horas na sede da Sedeme em Belém, mobilizando os agentes públicos para a pauta sobre a constituição do Conselho de Desenvolvimento do Estado, o planejamento estratégico na área de desenvolvimento econômico para os próximos 15 anos, a implantação do Cadastro Rural Fundiário (CAR) – nova ferramenta do Iterpa para regularização fundiária – e o Programa Rota Turística Belém-Bragança, estratégia que cria oportunidades de negócios turísticos, gastronômicos e culturais para 13 municípios do nordeste paraense, que até a década de 60 estiveram interligados pela Estrada de Ferro Belém-Bragança.

Foram eleitas 10 cadeias produtivas, a exemplo do agronegócio, biodiversidade, serviços ambientais e recursos hídricos, mineração, turismo e gastronomia, só para citar algumas que estiveram no centro da discussão e terão tratamento ampliado no Conselho de Desenvolvimento Econômico. ‘’Estamos em nossa segunda reunião e avançamos na proposição da nova atuação do Conselho de Desenvolvimento. Essa discussão é necessária, estamos finalizando a proposta com contribuições coletivas de todo o secretariado, para que tenhamos uma proposta única de toda a área de produção sobre as cadeias econômicas, a partir de três critérios básicos: verticalização, inovação e sustentabilidade’’, afirmou o secretário da Sedeme, Adnan Demachki.

O presidente do Instituto de Terras do Pará, Daniel Lopes, apresentou o sistema tecnológico que viabilizará a implementação do Cadastro Rural Fundiário (CAR). O novo cadastro é um inovador sistema de base digital a ser implantado no governo paraense para que o Iterpa avance no processo de regularização fundiária. “Esse novo sistema vai garantir agilidade no processo de regularização fundiária nas áreas sob a jurisdição do Estado, uma vez que a ferramenta nos dará condições de reduzir o trâmite dos processos no Iterpa”, afirmou Daniel Lopes.

Além de Adnan Demachki e Daniel Lopes, participaram da reunião executiva os secretários estaduais de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hildegardo Nunes; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Luiz Fernandes Rocha; de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica, Alex Fiúza; o coordenador do Núcleo de Acompanhamento e Monitoramento da Gestão, secretário extraordinário de Estado, Justiniano de Queiroz Neto; o secretário de Turismo do Pará, Adenauer Góes; o presidente da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa), Eduardo Costa, e a secretária adjunta da Sedeme, Maria Amélia Enriquez.

O secretário Adnan Demachki abordou ainda as discussões em torno da política de incentivos, informando que alguns estudos já estão sendo feitos para subsidiar projetos de Lei que serão encaminhados à Alepa. As propostas executivas assegurarão a possibilidade de prorrogação de benefícios fiscais, tal como ocorre em outros Estados, tornando a indústria paraense mais competitiva, observando-se os três critérios mencionados acima.

Eduardo Costa, da Fapespa, compartilhou também o uso do Barômetro da Sustentabilidade, na medição de indicadores do bem-estar humano e ambiental, trabalho que mobiliza as equipes da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos. A apresentação do Projeto Rota Turística ficou para a próxima reunião dos secretários, prevista para o início de maio.

Fonte: Agência Pará
Ascom Semas
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará