Consulta pública aprova criação da unidade de conservação Lago Mole em Juruti

juruti certo juruti certo 2 juruti

Belém, 27/11/14 – A criação da unidade de conservação de proteção integral Refúgio de Vida Silvestre Lago Mole, no município de Juruti, região Baixo Amazonas, foi aprovada em Consulta Pública, na quarta-feira (27), na sede da Colônia de Pescadores Z-42. O trabalho conjunto entre as secretarias estadual e municipal de meio ambiente levou mais de 300 participantes ao local do evento.

O objetivo da Consulta Pública foi informar e debater com instituições governamentais e não-governamentais e ainda as comunidades locais sobre a preservação legal do “Lago Mole”, por meio da criação da unidade de conservação municipal, com 652,90 hectares. A condução da Consulta foi do município de Juruti, com a parceria da Sema, por meio da Coordenadoria de Ecossistema, da Diretoria de Áreas Protegidas; da Conservação Internacional e do Instituto Terra.

A consulta pública teve a presença de representantes do município de Juruti e de municípios vizinhos, como Terra Santa por exemplo, representada pelo secretário municipal de meio ambiente. Fizeram parte da mesa, o prefeito Marco Aurélio Douzane do Couto, o vice-prefeito Jonas Morais Cativo, o secretário de Meio Ambiente, Raimundo de Souza; o presidente da câmara de vereadores, Edjânio Figueira; o diretor de áreas protegidas da Sema, Crisomar Lobato; o representante do Incra Marcio Elly e o presidente do Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Paraná de Dona Rosa, José Gama de Souza.

Em 2013, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Juruti solicitou apoio técnico da Sema para a Criação de Unidade de Conservação Municipal Lago Mole. Os estudos técnicos foram intensificados em 2014, com os estudos biológicos sob responsabilidade das gerências de Proteção ao Meio Físico, Flora e Fauna; estudos de socioeconomia e situação fundiária da Gerência de Proteção do Meio Socioeconômico e Cultural e das análises de imagens, delimitação de área e elaboração de mapas sob a responsabilidade da Gerência de Geoprocessamento e Cartografia.

Antecederam a consulta, reuniões técnicas e o processo de sensibilização e mobilização de lideranças e comunidades locais por meio da realização de quatro oficinas preparatórias de esclarecimento sobre unidade de conservação e os benefícios para a sociedade local e global. “O lago é berçário da fauna e da flora do município de Juruti e dos municípios arredores, um referencial de preservação de grande importância ecológica para a manutenção dos ecossistemas”, destaca o diretor de Áreas protegidas, da Sema, Crisomar Lobato.

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará