Iniciadas visitas técnicas à Floresta Estadual de Faro para produção de Estudo Socioambiental

visita a comunidade vila  monte siao sementes floresta de faro visita a comunidade vila do portugues

Belém (09/10/14) – A gerência da Floresta Estadual de Faro, Unidade de Conservação criada pelo Estado do Pará no ano de 2006, realizou no período de 26 de agosto a 2 de setembro visitas para produzir estudo socioambiental das Vilas de Português e Monte Sião, localizados às margens do Rio Nhamundá na região Oeste do Pará, Calha Norte, divisa com o Estado do Amazonas.

O trabalho teve como objetivo atualizar o conhecimento da gerência acerca da realidade socioeconômica do município de Faro e suas implicações na vida dos moradores das Vilas do Português e de Monte Sião, residentes na Floresta Estadual de Faro, para que a gestão da Unidade desenvolva de maneira mais eficaz o subprograma previsto no Plano de Manejo Desenvolvimento e Valorização de comunidades locais

A atividade contou com a participação dos técnicos Alessandra Souza (Assistente Social), Argemira Araujo (Socióloga) e Ruberval Vieira Junior (Engenheiro Florestal), todos servidores da Diretoria de Áreas Protegidas (Diap), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), que realizaram visitas técnicas institucionais às Secretarias Municipais de Meio Ambiente, de Saúde, Educação, Assistência Social, Agricultura, além de instituições como a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Polícia Civil, Igreja Católica e Colônia de Pescadores do município de Faro.

O objetivo foi conhecer as políticas públicas, os programas, projetos e ações desenvolvidas por cada instituição, identificando seus desafios e ainda quais as implicações destes para a vida dos moradores das Vilas do Português e de Monte Sião, compreendendo a dinâmica socioeconômica e ambiental local para auxiliar a gestão da Flota na articulação dos diversos atores sociais responsáveis pela execução de políticas públicas e, assim, buscar atender as demandas das populações residentes na Flota de Faro.

Os técnicos também visitaram a Vila do Português e de Monte Sião, onde realizaram reuniões com os moradores para tratar dos objetivos do Estudo Socioambiental, bem como explicar as Regras de Uso dos recursos naturais existentes na Unidade e mapeamento de áreas degradadas e de exploração de madeiras que podem vir a ser utilizadas para reformas das escolas, de casas e embarcações da população local com autorização da gerência da Unidade de Conservação.

Foram realizadas visitas domiciliares com aplicação de questionário socioambiental, georreferenciamento das construções existentes nas comunidades e orientações sociais acerca de problemas identificados durante as entrevistas.

Também houve ações de cidadania com realização de palestras para os moradores das Vilas do Português e de Monte Sião, tratando de temas voltados à saúde do homem e da mulher, violência doméstica, direitos das crianças e a importância da agricultura de subsistência para a segurança alimentar e geração de renda para as famílias.

Fotos:  Ruberval Vieira Jr e Janete Furter

Ascom Sema

(91) 3184-3341

 

 

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará