Fiscalização conjunta de Sema e ICMbio chega a Maracanã

SAM_4209 ??????????????????????????????? DSC00262

Belém (18/06/14) – O município de Maracanã, nordeste paraense, recebeu, neste mês, fiscalização integrada da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) a fim de combater a pesca predatória na região. A atividade foi realizada em parceria por causa da região, que compreende uma área de pesca dos usuários da Reserva Extrativista Marinha de Maracanã e de moradores da Área de Proteção Ambiental (APA) Estadual Algodoal/Maiandeua.

Segundo o engenheiro de Pesca David Luz, que coordenou a ação pela Sema, há algum tempo, os moradores das duas unidades de conservação (estadual e federal) vêm solicitando que a ação seja realizada, em virtude da degradação de forma intensa do recurso pesqueiro daquela região. “Foram somados esforços das duas instituições na operação que resultou em 15 autos de infração lavrados e quase 10 mil metros de rede do tipo malhadeira apreendidos”, conta.

Os principais ilícitos verificados foram a presença de rede apoitada e rede estacada, duas modalidades de pesca que não são autorizadas pela legislação ambiental vigente. “O recurso pesqueiro da região das Unidades de Conservação vem sofrendo grande pressão. A presença de um grande número de embarcações e a forma desordenada de colocação dos currais de pesca vem contribuindo com a diminuição do estoque pesqueiro no estuário do rio maracanã, prejudicando a pesca de subsistência dos moradores da região”, explica David.

As duas instituições gestoras das Unidades de Conservação (Sema e ICMBio) já estão agendando uma série de ações de fiscalizações integradas para a região a fim de diminuir a pesca predatória no estuário do Rio Maracanã.

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará