Projeto Alumina Rondon recebe Licença Prévia durante cerimônia em Rondon do Pará

IMG-20140523-WA0014 IMG-20140523-WA0021

Belém (24/05/14) – O titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), José Alberto Colares, entregou na última sexta-feira, 23, a Licença Prévia (LP) do projeto Alumina Rondon aos representantes do grupo Votorantim, no município de Rondon do Pará. A aprovação para a concessão da licença foi dada pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema) em abril, e a publicação da concessão saiu no início de maio.

A área do projeto é de cerca de 300 hectares. A reserva mineral da região tem um potencial acima de 1 bilhão de toneladas de bauxita, sendo o Pará  o 2° maior polo produtor de bauxita e alumínio do mundo. O complexo industrial com refinaria de alumina integrada à mina de bauxita fará o escoamento da produção até o embarque no porto de Vila do Conde, em Barcarena. Segundo o empreendedor, o projeto será autossustentável, pois irá utilizar coque de petróleo, carvão mineral e biomassa como energia elétrica.

O coordenador de Sustentabilidade do Alumina Rondon, Sérgio Oliveira, informou que serão investidos R$ 6,6 bilhões de reais no empreendimento, que irá produzir cerca de R$ 7,7 milhões de bauxita e 3 milhões de toneladas de alumina por ano. “Após a expansão do empreendimento, produziremos o dobro”, explica. A alumina, produto que será refinado com o projeto, é o principal insumo do alumínio. É extremamente utilizada em velas de automóveis e em metais para bens de consumo.

Para mitigar os danos ambientais, a empresa trabalhará com o sistema de tiras, que é a recomposição vegetal do terreno, conforme o avanço da mina. “Fazemos a supressão vegetal da área e armazenamos a terra fértil. Quando a extração de minério acaba, recolocamos a terra no lugar para que volte a fertilizar. As áreas irão retornar à condição de uso anterior ao da mineração”, garante o coordenador.

Para a prefeita de Rondon do Pará, Cristina Malcher, esse trabalho está sendo realizado em conjunto com a empresa para o cumprimento de todas as exigências do licenciamento ambiental do empreendimento. “Esse é um projeto grandioso para o município, que exige cumprimento da legislação e a empresa cumpriu as demandas da lei”, analisa.

Segundo a empresa, a qualificação da mão de obra local tem prioridade para a inserção dos moradores da região nesse mercado de trabalho e que em Rondon do Pará, a Votorantim Metais está desenvolvendo o Programa de Apoio à Gestão Pública, uma iniciativa do Instituto Votorantim e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com a Prefeitura do município.

O empreendimento deverá gerar, além de empregos, insumos para a implantação e operação do complexo industrial, pois irá verticalizar a produção em um só lugar (mina de bauxita e refinaria de alumina). Também terá baixo consumo de água porque o resíduo será filtrado e a água será reutilizada no processo industrial, isso resultará na geração do chamado “resíduo seco” (parte do minério que não é digerida), que tem armazenamento mais seguro.

Para o secretário Colares, o empreendimento deve se tornar âncora do desenvolvimento local e social. “A Sema analisou também os impactos sociais do projeto, afinal, o licenciamento não passa só pela regularização ambiental, mas também pelo compromisso firmado pela qualidade de vida de quem vive aqui”, sentencia.

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará