» Sema, PMV e Ipam discutem impactos do Plano de Controle do Desmatamento SEMAS | Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade

Sema, PMV e Ipam discutem impactos do Plano de Controle do Desmatamento

20.05.14

Belém (20/05/14) – Encerra nesta terça-feira, 20, a Oficina de Construção de Indicadores, promovida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Programa Municípios Verdes (PMV) e Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). Um grupo de técnicos desses órgãos deu início ao trabalho de construção de indicadores de impacto, que irão auxiliar no monitoramento e no acompanhamento do Plano de Prevenção, Controle e Alternativas ao Desmatamento do Estado do Pará (PPCAD) em sua 2ª Fase (2015-2017).

Este trabalho de construção de indicadores é apenas um dos componentes para o estabelecimento da governança do PPCAD, que é o mecanismo pelo qual o Estado e a Sociedade Civil garantem o monitoramento, o acompanhamento e a eficácia do Plano, explica o assessor técnico da Sema, Wendell Andrade. “O objetivo da oficina é construir indicadores de impacto que apontem, por exemplo, quais ações trazem maiores impactos para o alcance dos macro-objetivos do Plano”, detalhou.

Na última sexta-feira, 16, o mesmo grupo realizou a Oficina de Validação das ações do PPCAD, que permitiu o ajustamento e a validação técnica de ações que haviam sido propostas desde abril de 2014, quando as instituições se reuniram pela primeira vez para a atualização do Plano Estadual. “De abril até agora, muita coisa foi proposta e por isso era necessário refinar algumas informações ou mesmo verificar sua pertinência”, esclareceu Andrade.

Este trabalho é parte de um Acordo de Cooperação Técnica entre a Sema, o Programa Municípios Verdes e o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), através do Projeto Indicar, que visa  auxiliar a implementação dos Planos Estaduais de Combate ao Desmatamento na Amazônia Legal

PPCAD – As ações do PPCAD envolvem o ordenamento territorial fundiário e ambiental, zoneamento ecológico-econômico, política e governança fundiária, criação e consolidação de áreas protegidas – Unidades de Conservação e Terras Indígenas – e Cadastro Ambiental Rural.Outro componente do Plano é o fomento às atividades sustentáveis, que organiza questões de crédito, incentivos e certificação de sistemas sustentáveis de produção, valorização da floresta em pé, assistência técnica e extensão rural e a pesquisa científica e tecnológica.

O monitoramento e controle é o eixo temático que une instrumentos de licenciamento, monitoramento e fiscalização de áreas, prevenindo e reduzindo desmatamento e queimadas e exploração madeireira ilegal, com sensoriamento remoto e outras tecnologias de informação disponíveis.

Ascom Sema

(91) 3184 3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará