Técnicos da Sema são capacitados em conservação da biodiversidade

P1030106 P1030104 P1030099

Belém (08/05/14) –

Belém (08/05/14) – Encerra nesta quinta-feira, 08, o curso Prioridades para a Conservação da Biodiversidade, que vai permitir aos técnicos da Diretoria de Áreas Protegidas (Diap), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) do Pará, aprimorar conhecimentos acerca das prioridades espaciais para conservação da biodiversidade, viabilizando a identificação de áreas prioritárias para a conservação dos ecossistemas paraenses, que são ecologicamente relevantes. Esse trabalho poderá ser feito através de operação e aplicação do software chamado Zonation 3.1, que foi o objeto do curso para os servidores, promovido pela Diretoria de Planejamento Ambiental da Sema, e pela Gerência de Proteção à Fauna, da Secretaria, em parceria com o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam). O curso, ministrado pela doutora na área, Priscila Lemes, da Universidade Federal de Goiás, foi realizado no auditório do Sipam, em Belém.

De acordo com a gerente de Proteção à Fauna da Sema, Nívea Pereira, é fundamental selecionar novas áreas para a criação e gestão -fiscalização, zoneamento da Unidade de Conservação (UC), ordenamento, entre outras ações – de UCs com ferramentas específicas de suporte à decisão, incluindo critérios científicos e eliminando, ao máximo, critérios subjetivos de escolha. “Com essa estratégia, é possível pensar em um plano sistemático para a conservação que inclua efetivamente a porção mais representativa da biodiversidade regional. Para atender esta necessidade, a ferramenta indicada seria o Zonation (versão 3.1)”, explica a gerente.

O Zonation é um software para a priorização espacial em conservação, que atua como uma ferramenta de suporte à decisão em um contexto de planejamento em conservação e que tem sido amplamente utilizado para determinar áreas de conservação. O software identifica áreas, ou paisagens, que são importantes para reter qualidade de habitat e conectividade, simultaneamente, para múltiplas espécies (ou para qualquer outra característica da biodiversidade), assim como avalia as possíveis alterações do meio (diferentes cenários) no decorrer do tempo, utilizando indicadores de pressão sob a biodiversidade.

Desse modo, oferece um método quantitativo que visa à persistência da biodiversidade por longo prazo. A estratégia computacional do Zonation pode ser caracterizada a partir da retenção maximizada ponderada, normalizada pelo tamanho da distribuição das espécies. O Zonation produz um ranking de prioridade entre áreas, baseando-se na complementaridade com áreas protegidas preexistentes. Trata-se de um software com interface amigável e de fácil uso. Além disso, é um software livre, não sendo necessária a aquisição de licenças para instalar ou usar.

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará