Sema monitora nível do rio Tocantins para ajudar Defesa Civil em Marabá

Belém, 21/02/14 -O município de Marabá, no sudeste do Estado, vem enfrentando dificuldades com a subida do nível do rio Tocantins, que nasce no estado de Goiás e percorre os estados de Tocantins, Maranhão e Pará, conforme dados fornecidos pela Diretoria de Recursos Hídricos (Direh) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

O volume de chuvas na cabeceira do rio está em torno de 100mm, o que está contribuindo com a ocorrência de enchentes. No início do ano, até 20 de janeiro, choveu na região o equivalente a 428mm. Para esse mês é esperado mais de 400mm. A previsão é que o período de chuvas em Marabá ocorra até meados de abril. A Sema está atuando conjuntamente com a Defesa Civil, fornecendo subsídios para as ações de proteção da população.

Segundo o meteorologista, Antonio Sousa, coordenador do Núcleo de Informação e Planejamento Hídrico, da Sema, nas primeiras semanas de fevereiro, a Sala de Situação para o monitoramento de eventos hidrológicos extremos notou que o rio Tocantins estava dentro do estabelecido como normal, em torno de 8m. “O nível aumentou rapidamente e hoje está em 10.54 metros, ultrapassando a cota de alerta que é de 10 metros. A previsão é que em curto prazo o rio alcance 11.14m”, revelou.

Ainda de acordo com o meteorologista, a partir das informações que se têm registro para o município de Marabá, nos anos anteriores, os níveis máximos registrados ultrapassaram a cota de alerta, que é de 10 metros. A preocupação é que se o nível do rio alcançar 12 metros irá ocorrer uma inundação na orla de Marabá, onde estão programados os eventos festivos de carnaval.

Ascom Sema

(91) 3184 3341