Previsão indica aumento do volume de chuvas na Região Metropolitana de Belém

(Foto: Agência Pará)

(Foto: Agência Pará)

(Foto: Agência Pará)

(Foto: Agência Pará)

Belém, 21/01/14 – Nos últimos 10 dias de janeiro, a incidência de chuvas será maior na faixa sul do Pará – região sudoeste e partes do sudeste -, e ainda no Baixo Tocantins, informou a equipe do Núcleo de Informação e Planejamento Hídrico da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), nesta segunda-feira (20). 

Antônio Sousa, coordenador da Sema, disse que na faixa norte do Estado haverá redução no índice pluviométrico nas últimas duas semanas do mês, exceto na Região Metropolitana de Belém (RMB), que é mais propícia à ocorrência de chuvas por estar localizada em uma área que funciona como “canal de umidade”, em função da proximidade da Baía do Guajará e às características da região. “A RMB apresentará chuvas em praticamente todos os dias, geralmente entre o período da tarde e as primeiras horas da noite”, reiterou o coordenador.

Segundo a equipe da Sema, as características e dimensões do Pará tornam o período de início e término da estação chuvosa variável. O boletim apresentado pela Sema informa que, na RMB, o período chuvoso já iniciou e deve perdurar até o início de junho.

Na faixa sul do Estado, o período chuvoso deve se estender apenas até meados de abril. No Baixo Amazonas e na Calha Norte, no oeste paraense, geralmente as chuvas intensas acontecem entre os meses de janeiro e junho.

Ainda segundo o boletim da Sema, em janeiro ainda não ocorrem as grandes marés. Este fenômeno é registrado geralmente entre os meses de fevereiro e março, quando o sol incide diretamente sobre a região equatorial e, juntamente com as fases da lua nova e cheia, exerce maior atração gravitacional sobre as águas.

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará