Legado de Antônio Lemos em exposição no Centur

Belém – 26/11/2013 – Principal responsável pelo desenvolvimento urbano de Belém no século passado, Antônio Lemos está sendo homenageado pela Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (Centur), na exposição “Antônio Lemos e a Paris dos Trópicos”, que lembra o importante legado do intendente e faz alusão ao seu centenário de morte. A exposição fica aberta até primeira semana de dezembro, no horário de 8h às 19h, na Praça do Artista, no Centur, localizado na AV. Gentil Bittencourt, 650, bairro de Nazaré.

Antônio Lemos carregava o título de mais poderoso e recorrente mito político da Amazônia, e projetou uma série de modificações que mudaram a vida do cidadão paraense na época. Em 1897 chega ao ápice de sua carreira política, sendo eleito intendente (cargo correspondente hoje a prefeito municipal) de Belém. Sua gestão ficou marcada por medidas que mudaram hábitos e modos urbanos, como a proibição de cuspir em via pública, a retirada de cortiços do centro e o fechamento de diversas casas que gerassem poluição sonora.

Sérgio Massoud, diretor de Leitura e Informação da Fundação, ressalta que a ideia da exposição foi resgatar o legado de Antônio Lemos através dos oito relatórios de governo das gestões do intendente e que compõem o acervo da biblioteca Arthur Vianna. Os documentos foram impressos em Paris. “Buscamos mostrar a nova cara que Lemos deu a Belém e chamar atenção da sociedade da importância desse político para a nossa história, tendo como gancho o centenário da sua morte”, diz.

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará