Seminário debate redução do desmatamento em área de proteção ambiental

Belém – 7/11/2013 – Um seminário será realizado nesta sexta 8, no Parque Estadual do Utinga (Peut), em Belém, às 8h, para propor ações de redução do desmatamento na Área de Proteção Ambiental (APA) Triunfo do Xingu, região localizada no sul do Pará, com aproximadamente 16 mil quilômetros quadrados, sendo 70% deles preservados e convivendo com pequenas e grandes propriedades rurais que se expandem pelas áreas de floresta.  Em 2012 a região da APA foi responsável por cerca de 30% do desmate na cidade de São Félix do Xingu que naquele ano interrompeu uma sequência de reduções iniciada em 2008. Ao todo, o município perdeu cerca de 170 quilômetros quadrados, um aumento de 21% em relação a 2011.

O Seminário visa planejar ações estratégicas de gestão ambiental e ordenamento do território da APA, de modo a contribuir para o fortalecimento da governança socioambiental da região. Uma das propostas de combate do desmatamento é criar um plano de trabalho articulado que enfrente os desafios da APA com a participação de ONG´s e órgãos de governo (federal estadual e municipal). Além de representantes de órgãos públicos, o evento reunirá um grupo de mais de dez agricultores de São Félix do Xingu que levarão suas demandas aos gestores de governo.

APA Triunfo do Xingu foi criada em 2006, por um decreto estadual. Conta com grande parte de sua cobertura de floresta preservada, o território possui recursos naturais em abundância, animais silvestres, rios, serras, corredeiras e até praias de água doce. Porém, a região carece de energia elétrica e outras políticas públicas que viabilizem, por exemplo, o beneficiamento de produtos da agricultura familiar para a comercialização.

A área é marcada também por uma série de conflitos pela posse da terra e uso dos recursos naturais. As causas passam pela ausência de uma gestão territorial que integre órgãos do município, do estado e do governo federal.  Segundo a coordenadora de projetos do Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), Ruth Correa, muitos são os desafios do local. “A regularização fundiária é uma demanda prioritária dos moradores da APA, sejam grandes fazendeiros ou agricultores familiares”. Conclui.

O evento é promovido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento de São Félix do Xingu (Semmas) em parceria com Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), The Nature Conservancy (TNC), Ministério do Meio Ambiente (MMA), Projeto Pacto Xingu e Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará (Sema).

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará