Pesquisadores visitam Parque Serra das Andorinhas para elaborar mapa turístico

 

Belém (09/05/13) – Pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA), campus de Marabá, realizaram uma visita técnica no Parque Estadual Serra das Andorinhas (Pesam), gerenciado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). O levantamento das trilhas que levam aos principais pontos turísticos do local, com objetivo de criar um mapa e proporcionar mais facilidade aos visitantes na interpretação do cenário ambiental começou em abril e terminará em novembro.
 
A ação é fruto da parceria firmada entre a gerência do Parque Serra das Andorinhas e a Faculdade de Geografia da UFPA, de Marabá. O mapa turístico, após finalizado, será apresentado prioritariamente aos moradores das vilas localizadas no entorno do Parque. Entre os pontos visitados constam cachoeiras, sítios arqueológicos, praias, balneários e formação rochosa.
 
Durante três dias, o professor Abraão Levi Mascarenhas e os alunos Thais Batista Portela e Simon Sousa dos Santos percorreram os caminhos que dão acesso a sete pontos de visitação do Parque, sob a orientação dos técnicos da gerência do Parque, Adailton Brito e Jefferson Barroso. O trabalho consiste em observar o cenário, e fazer anotações detalhadas sobre vegetação, flora, fauna e vestígios arqueológicos existentes na região.
 
Abraão Levi explicou que o mapeamento das trilhas vai permitir criar um mapa didático mais detalhado para facilitar o entendimento dos turistas durante a visita ao Parque. “O trabalho é importante para a unidade pelo fato de gerar mais uma ferramenta de sensibilização ambiental no eixo de uso público”, destacou o professor, acrescentando que deseja realizar, ao final da jornada, o primeiro workshop de mapeamento de trilha com potencialidade ecológica na área protegida.
 
O professor considera que o saber popular das pessoas que moram nas áreas ao redor do Parque tem relevância na interpretação do cenário em estudo e que o mapeamento de trilhas faz parte do projeto de extensão da disciplina Sistema de Informações Geográficas contida na grade do curso de geografia. “Os moradores da região têm contribuído para o trabalho com informações bastante consistentes. Isso, com certeza, vai enriquecer ainda mais o trabalho que nos propusemos a produzir”, garante.
A estudante Thais Portela disse que o trabalho foi proveitoso por ter permitido vivenciar na prática a teoria estudada em sala de aula. “Para minha formação acadêmica, o trabalho é importante, por meio do qual conhecemos um pouco mais sobre a biodiversidade existente no Parque”, destacou.
 
Por sua vez, o aluno Simon Sousa acrescenta que o Mapa turístico dos pontos de visitação favorece o acesso aos locais. “A vivência com a comunidade local também é algo que deve ser destacado, além do entrosamento com as características do bioma da região”, finalizou o acadêmico.
 
Fonte: Nilson Amaral – Diap/Sema
 
Ascom Sema
 
(91) 3184-3341
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará