Chega ao fim último período de Defeso do Caranguejo

Belém (02/04/2013) – No fim do último período de defeso do caranguejo-uçá, na última terça-feira,02, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) reforçou o compromisso de fiscalizar a comercialização da espécie.

Desde o início do Defeso, em 28 de março, a Secretaria realizou intensas ações em várias regiões do estado. “Realizamos fiscalização na região metropolitana, mas todos os vendedores estavam devidamente documentados, com declaração de estoque. Nos municípios do interior do estado como São Caetano, Vigia, Santo Antonio do Tauá e Colares, ocorreram apreensões, mas em pequena quantidade, uma média de 300 animais que foram devolvidos ao habitat natural”, disse Solange Luz, gerente de Fauna e Pesca da Sema.

O período de defeso é uma proteção do estoque natural da espécie em que os vendedores ficam proibidos de comercializá-los, contribuindo para o equilíbrio do ecossistema manguezal, fundamental para a reprodução e preservação da espécie. As políticas pesqueira e de extrativismo do estado do Pará servem de amparo à proibição da captura, transporte, beneficiamento, industrialização, armazenamento e comercialização do caranguejo-uçá durante o período reprodutivo, em que machos e fêmeas saem das tocas e andam pelos manguezais para acasalamento e liberação de ovos, nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril.

Em relação ao pescado, o Defeso continua na bacia do Marajó até o fim deste mês. A Sema realizou fiscalizações na Região Metropolitana de Belém – onde apreendeu 600 quilos de diversos pescados, e principamente no Lago de Tucuruí – 4,5 toneladas.
O pescado foi doado ao Centro de Recuperação Nova Vida, na capital paraense. Em Tucuruí, os peixes foram entregues para uma associação de moradores, uma penitenciária, uma igreja e um hospital.
Ascom Sema
(91) 3184-3341

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará