Pescado apreendido pela Sema em período de defeso foi doado em Tucuruí

Belém, 08/02/13 – A Sema doou na quinta-feira (7), para entidades sem fins lucrativos, uma tonelada de pescado, de diversas espécies, apreendida pelos fiscais da Gerência de Fauna e Pesca, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), durante o período de defeso da Bacia do Rio Tocantins. A Casa de Apoio Noemia de Souza Lima de Tucuruí, o Centro de Recuperação de Tucuruí, associações de Moradores Luz e Liberdade, de Moradores de São Francisco, de Moradores de Posete e das casas da Gestante e do Idoso receberam a doação. A distribuição foi feita de forma equivalente ao número de pessoas atendidas pelas instituições.

A  gerente de fauna e pesca, da Sema, Solange Luz, orienta que nos períodos em que as espécies de vida aquática estão se reproduzindo, os pescadores devem proteger os recursos pesqueiros para mantê-los para as gerações seguintes. “Se o pescador insistir em pescar nessa época, ele não vai permitir que os animais procriem e com isso, ele estará prejudicando a si mesmo, a categoria de pescadores e futuras gerações”, conclui.

Períodos de defeso no Pará

Caranguejo-uçá – Os períodos de defeso para a reprodução do caranguejo-uçá, este ano, já aconteceram de 12 a 17 de janeiro e de 28 janeiro a 02 de fevereiro. As próximas datas estabelecidas para o defeso do crustáceo ocorrerão de 11 a 16 de fevereiro, de 26 de fevereiro a 03 de março, de 12 a 17 de março e o último deste ano acontecerá de 28 de março a 02 de abril.

De janeiro a abril acontece o suatá, quando o caranguejo-uçá prepara-se para o acasalamento e desova, nesta fase da andada no mangue a espécie fica mais exposta e facilita a captura. Nessas datas estão proibidos a captura, o transporte, o armazenamento, o beneficiamento e a comercialização do caranguejo.

A comercialização do caranguejo-uçá só pode ser feita caso o comerciante tenha adquirido o produto em período anterior ao início do defeso e realizado a declaração de estoque junto ao Ibama e secretarias dos municípios. O defeso serve também para a manutenção da renda das comunidades, que sobrevivem dessa atividade.

O período de defeso do camarão rosa começou em outubro e termina no próximo dia 15 de fevereiro. A lagosta também está em seu período de preservação da espécie desde dezembro e termina no final de maio. O Pirarucu, da bacia amazônica, não pode ser capturado até maio e o tambaqui está protegido até março.

Ascom Sema
(91) 3184 3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará