Sema e Dema desmontam serraria em Barcarena

Belém (25/01/13) – Uma serraria de madeira clandestina foi descoberta em Barcarena nesta quinta-feira (24) durante operação da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), da Polícia Civil, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). No local, dezenas de madeiras serradas foram encontradas. Os agentes apreenderam três motores a diesel, uma motosserra e todo o equipamento usado para serragem da madeira extraída de forma ilegal de área florestal.

Três pessoas identificadas como responsáveis pela serraria e outra apontada como fornecedora do equipamento foram intimadas a comparecer na Dema, na próxima segunda-feira (28), para prestar esclarecimentos. Foi a segunda serraria clandestina destruída na região, em menos de uma semana, em operações coordenadas pela Delegacia de Crimes Contra Fauna e Flora, sob comando do delegado Marcos Lemos.

A ação policial foi uma continuidade da operação do último dia 18, quando os policiais, peritos criminais e agentes de fiscalização da Sema localizaram, no ramal do Divino Espírito Santo, no km 62 da Alça Viária, uma serraria com funcionamento sem licença do órgão ambiental do Estado.

Desta vez, em decorrência da primeira apreensão, a equipe retornou à região para apurar a informação do funcionamento de outra serraria ilegal, no ramal Bom Jardim, também na Alça Viária, a poucos metros do outro ramal. No local, na chegada à serraria, os policiais civis se depararam com um homem correndo após abandonar uma moto. Ele foi perseguido e detido. Trata-se de Paulo Henrique Cardoso Conceição, 21 anos, que é neto do responsável da serraria, um homem identificado como Avertano.

Ele foi interrogado pelo delegado e revelou que trabalha no local desde o ano passado. Além do avô, seu pai também estava no local e fugiu por dentro de um igarapé ao ver as viaturas. Na área, os agentes encontraram uma barraca em que estavam os maquinários usados na serragem da madeira. Havia ainda um forno para produção de carvão que foi demolido.

A equipe do Centro de Perícias Científicas constatou diversas irregularidades, como extração, derrubada, beneficiamento ilegal de madeira, prática de carvoaria e serraria. Os agentes de fiscalização da Sema informaram que o responsável pela serraria ilegal, por exercer a prática sem licença do órgão ambiental, vai ser submetido a um auto de infração. Além disso, todos os equipamentos usados na extração florestal encontrados no local serão objetos de termo de apreensão e depósito. As investigações sobre a prática ilegal prosseguem.

Fonte: Agência Pará

Fotos: Polícia Civil – Pará

Ascom Sema

(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará