Concurso premia melhor redação sobre APA Araguaia

Belém (19/12/12) – Com objetivo de incentivar alunos das escolas da Área de Proteção Ambiental (APA) Araguaia à prática da leitura e expressão escrita, bem como estimular a criatividade e valorizar a produção de texto através da reflexão sobre o local onde moram, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), por meio da Gerência do Parque Estadual Serra dos Martírios/Andorinhas (Pesam) realizou o 1º Concurso de Redação das Escolas da APA Araguaia. 55 estudantes do 4º ao 8º ano participaram da competição de produção textual em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de São Geraldo do Araguaia.

A vencedora do concurso, com a redação intitulada “Serra das andorinhas: um lugar bonito e saudável” foi a aluna Meirivan de Sousa Freitas, 15 anos, estudante do 7º ano na Escola de Ensino fundamental Wildemberg de Oliveira Assis. Meirivan recebeu como premiação uma conta poupança; um kit escolar, troféu, medalha e certificado de vencedora da competição.

Francivaldo Araújo da Silva, 13 anos, estudante do 5º ano, na Escola de Ensino Fundamental São Francisco de Assis, foi o 2º classificado com redação intitulada “Serra das Andorinhas é beleza e amargura sem igual”. Ele recebeu como prêmio bola de futebol, kit escolar, troféu, medalha e certificado de participação.

O terceiro classificado com a redação “Riquezas e belezas da Serra das Andorinhas”, foi William Ferreira de Sousa, 12 anos, também estudante do 5º ano. Este, matriculado na Escola de Ensino Fundamental Tancredo Neves. William foi premiado com kit escolar, troféu, medalha e certificado de participação do concurso. Os professores de português dos três alunos classificados na competição, Elizangela Melo, Genivaldo Carvalho e João Ribeiro, respectivamente, receberam certificado de honra ao mérito.

Os autores dos cinco melhores textos classificados de cada escola foram contemplados com uma visita no Parque Zoobotânico, em Marabá.

Segundo a professora Elizangela Melo, mestre da aluna vencedora do concurso, a iniciativa estimulou a produção dos alunos. “A ideia de realizar um concurso de redação sobre o meio ambiente foi brilhante. Os alunos passaram a escrever com mais entusiasmo e empolgação. Até mesmo aqueles fora das séries permitidas para participar da competição se estimularam ao ver os demais escrevendo sobre a região onde moram. Parabenizo a Gerência do Parque pela ideia que valorizou os alunos de nossas escolas”, elogiou Elizangela.

Para o gerente do Parque, Abel Pojo, a atividade foi um desafio que rendeu excelentes frutos. “Trabalhamos desde a formação do professor, por meio de oficina sobre técnicas de redação. Eles levaram as técnicas apreendidas à sala de aula, trabalharam com os alunos, que as utilizaram para expressar o seu cotidiano sobre o lugar onde moram. Assim, o resultado é servidores da Sema, professores e alunos contentes e estima renovada para todos”, concluiu.

O evento de cunho ambiental foi um dos mais comentados entre os estudantes daquela região. As produções dos alunos foram submetidas a duas etapas de seleção. Na primeira etapa, foram classificados os cinco melhores textos de cada escola. Estes participaram da seleção final.

As redações foram corrigidas por uma comissão julgadora formada por três professores graduados em letras, um turismólogo e um pedagogo. Os critérios utilizados para classificação dos textos foram coerência, coesão e proposição ao tema sugerido; concordância nominal e verbal; uso de ortografia e acentuação gráfica de acordo com a norma culta da língua portuguesa; legibilidade da caligrafia; e obediência às margens de parágrafo.

Os alunos foram motivados a escrever um texto dissertativo-argumentativo apresentando seu ponto de vista sobre morar na região da Serra das Andorinhas. Antes, porém, os professores das escolas envolvidas participaram de oficina pedagógica com fins a resgatar e valorizar, em sala de aula, a beleza cênica da região; bem como de capacitação específica sobre produção textual com vistas a estimular aos alunos a participar do concurso. A formação continuada foi promovida pela gerência do Parque.

Leia na íntegra a redação vencedora do referido concurso:

 

Serra das Andorinhas: um lugar bonito e saudável

 

Serra das Andorinhas é um lugar bom para se viver. Existem as mais belas paisagens, o clima saudável e lindas cachoeiras com águas cristalinas. Variadas espécies de vegetais, repletos de belezas naturais.

As florestas e suas árvores, seus arbustos e plantas rasteiras, mamíferos e insetos; os rios com seus peixes, répteis e aves ribeirinhas; animais como veado, cutia, paca e outros; campos, flores, planalto e montanhas rochosas. Tudo vive ali.

Apesar de toda essa beleza que Deus tem dado ao homem, ainda há pessoas que não se conscientizam da importância da natureza, causando derrubada, queimada, caçada e prejudicando o solo.

A Serra das Andorinhas é lugar bom para se viver. É jamais esquecida, é um privilégio se deparar com essa diversidade. Mas é preciso ajudara manter esse equilíbrio, pois é importante preservar a natureza.

É preciso proteger a vida dos animais, garantir a qualidade de vida, hoje e no futuro, para que as próximas gerações venham dividir essa preciosidade com várias espécies.

(Meirivan de Sousa Freitas) 

 

Fonte: Nilson Amaral – Coordenadoria do Programa de Comunicação do Pesam

 

Ascom Sema

(91) 3184-3341

 

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará