Representantes da Sema participam de entrega do 4º Prêmio da A3P

Brasília (21/11/12) – Servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) participaram da cerimônia de entrega do 4º Prêmio Melhores Práticas da Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), nesta quarta-feira, 21, em Brasília-DF. O prêmio foi dado em quatro categorias para 12 instituições governamentais que se destacaram em boas práticas socioambientais. Entre os ganhadores estão o Exército Brasileiro, a Caixa Econômica Federal, a Câmara dos Deputados, a Eletronorte, e prefeituras municipais de diferentes estados brasileiros.

A Sema irá aderir formalmente ao A3P ainda neste mês, quando irá enviar ofício ao MMA, juntamente com assinatura de adesão formal a este programa federal. A A3P é um programa, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, com a finalidade de promover a responsabilidade socioambiental e a adoção de procedimentos, referenciais de sustentabilidade e critérios socioambientais nas atividades do setor público.

Para o Diretor Executivo da Caixa Econômica Federal, Emílio Ângelo Carmina, um dos ocupantes da mesa de apresentação, apesar de o assunto ser recorrente, a impressão que se tem é que nunca se faz o suficiente. “Estamos sempre correndo atrás do prejuízo, mas muitas coisas precisamos fazer ainda, e o prêmio de hoje só reforça o quanto precisamos fazer isso.”, disse a respeito do tema da premiação.

O Presidente da Associação de Catadores de Gramacho, Tião Santos, também na composição da mesa, falou da importância de se fazer um diagnóstico da situação dos catadores no Brasil. Para ele, no país, o assunto dá destaque à extinção dos catadores como se isso fosse resolver o problema ambiental de reciclagem, quando na verdade, segundo afirma, o desafio do Brasil é a valorização do ser humano, reconhecimento, financiamento, inclusão.

“Infelizmente, a reciclagem no Brasil é associada à pobreza e não a práticas sociais sustentáveis. A reciclagem envolve dezenas de questões, que vão desde educação a questões sociais. O desafio do Brasil é mostrar que reciclagem não é coisa de gente pobre, mas de gente inteligente”, afirmou Tião.

Para Pedro Wilson, Secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente (MMA), a legislação ambiental brasileira fala de responsabilidade compartilhada, e um evento como esse mostra práticas que se destacam. Por isso, segundo ele, é necessário que a mídia dê mais espaço para exibir essas ações. “A mídia procura fatos negativos para dar ibope. Será que premiações que mostrem práticas que resolvam o problema do Brasil vão ter manchete?”, questionou.

Francisco Gaetani, Secretário Executivo do MMA, aproveitou a cerimônia para agradecer os servidores que se dedicam a um trabalho extra em suas repartições. “Toda vez que tem cerimônia envolvendo premiação de pessoas, me pergunto o que as motiva. Quando as pessoas se convencem de alguma coisa, elas fazem sem precisar do ‘porrete e da cenoura’ (imposição e recursos financeiros), porque elas verdadeiramente acreditam nisso. Eu queria deixar aqui saudação a todos, porque todos se engajam nesse processo, praticamente fazem por conta própria, não fazem por conta do governo”, elogiou.

Categorias e vencedores

Gestão de resíduos

1º Lugar: Prefeitura de Pernambuco

2º lugar: Empresa Brasileira de Comunicação – Projeto Reciclar

3º lugar: Instituto Vital Brasil – Projeto Telhados ecológicos: Logística Reversa de Caixas Longa Vida na promoção à Saúde da Família

Uso Sustentável dos Recursos Naturais

1º lugar: Prefeitura Municipal de Vitória – ES. Projeto Vitória Sustentável

2º lugar: Eletrobrás – Eletronorte – com o projeto “O PROCEL Educacional como Ferramenta de Combate ao Desperdício de Energia Elétrica”

3º lugar: Caixa Econômica Federal – projeto Programa de Racionalização de Gastos e Eliminação de Desperdícios – PROGED

Inovação na gestão pública

1º lugar: Exército brasileiro – projeto “implantação de centro de produção de mudas de árvores para reflorestamento e compensação de carbono pelo Exército no Haiti”

2º lugar: Câmara dos Deputados – projeto “Regulamentando as licitações sustentáveis na Câmara dos Deputados – Esverdeando as aquisições”

3º lugar: Tribunal Regional do Trabalho da 8ª região – projeto Programa RTR8 Ambiental

Destaque da Rede A3P

1º lugar: Prefeitura Municipal de Ibiporã – PR – projeto “Programa de Separação de Lixo de Ibiporã”

2º lugar: Conselho Superior da Justiça do Trabalho- projeto “guia de Contratações Sustentáveis da Justiça do Trabalho”

3º colocado – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais – projeto: “2RComp – Reciclagem e Reaproveitamento Ed computadores obsoletos”

Ascom Sema
(91) 3184-3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará