Curso de agroecologia apresenta resultados e doa mudas para Algodoal

Belém, 14/11/12 – A Vila de Fortalezinha, na Área de Preservação Ambiental (APA) Algodoal-Maiandeua, município de Maracanã, nordeste do Pará, receberá nos dias 23 e 24 de novembro, os resultados dos estudos e trabalhos da oficina de capacitação em agroecologia, realizada em junho deste ano, na Escola de Ensino Fundamental Papa Paulo VI. O curso dado aos comunitários, com parceria da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Ibama e Universidade do Estado do Pará (Uepa), enfatizou as etapas de compostagem e construção de viveiros de mudas para abrigar espécies nativas e florestais.

A oficina apresentou um novo modelo de agricultura sustentável, com técnicas agroecológicas, que contribuem para uma nova forma de manejo agrícola que não degrada o meio ambiente. O método aborda os diversos aspectos agronômicos, ecológicos e socioeconômicos na produção de alimentos mais saudáveis.

O aluno do Curso de Engenharia Ambiental da Uepa, participante do projeto, Raphael Valle, informa que haverá doação de 300 mudas de espécies nativas frutíferas (caju, abacaxi, graviola, feijão), que contribuirão para o incremento do comércio local e melhoria da segurança alimentar. “A distribuição das espécies florestais ipê e mogno terão finalidade de suprir a carência de madeira para construção civil e diminuir a pressão sobre a retirada de madeira do mangue”, prevê o universitário.
 

De acordo com a Gerente da APA Adriana Maués, este projeto já apresenta seus primeiros resultados e faz parte da execução do programa de valorização das comunidades locais contido no Plano de Manejo da APA. “Vários agricultores da comunidade já encamparam o projeto e o trabalho terá continuidade em 2013”, garante a gerente.
 

Ascom Sema
(91) 3184 3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará