Servidor da Sema apresenta trabalho em Congresso Brasileiro de Geologia

Belém (24/09/2012) – O servidor da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Olavo Bilac Quaresma, lotado na Gerência de Outorga, Cobrança e Compensação (Geout) da Diretoria de Recursos Hídricos (Direh), teve seu trabalho “Mistura de Águas Subterrâneas,Sistemas Barreiras e Pirabas, com base no Isótopos de Estrôncio (Sr) e Hidrogeoquímica em Ananindeua e Belém, Pará” selecionado para ser apresentado no 46º Congresso Brasileiro de Geologia, que será realizado em Santos, São Paulo, de 30 de setembro a 5 de outubro.

O eixo central do trabalho é a verificação das condições dos principais aquíferos da Região Metropolitana de Belém (RMB) – Pirabas e Barreiras – por meio da mistura das águas. “Se as águas do sistema aquífero Barreiras, que são mais próximas da superfície, se misturarem com as águas do sistema aquífero Pirabas, mais profundas, pode haver contaminação. Quanto mais alto o grau de mistura entre as águas, mais preocupante será a questão, pois o Barreiras sofre contínuo lançamento de efluentes em fossas, devido à superficialidade”, explicou o técnico. A importância da pesquisa é que 70% das águas utilizadas no abastecimento da população paraense vêm do Pirabas.

Segundo Bilac – que terá a companhia da geóloga, Amanda Valéria Rocha, representando a Sema no Congresso – as águas subterrâneas são de difícil descontaminação, portanto é fundamental o correto planejamento de sua captação, para garantir uma água de qualidade a gerações futuras e evitar a poluição. A técnica utilizada pelo servidor é importante para o planejamento e mapeamento de locais mais suscetíveis à contaminação: a análise isotópica de estrôncio, já implantada em outros locais, foi realizada pela primeira vez em Belém, o que gerou dados inéditos.

Ascom Sema
 
(91) 3184 3341

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará