Três instituições beneficentes recebem doações da Sema

Belém (13/07/11) – Creche Lar Cordeirinhos de Deus, Casa da Esperança e Centro Educacional Neo-humanista Ananda Marga foram as três instituições beneficentes da capital e região metropolitana, que receberam doações ontem e hoje, 13, dos mais de 3,8 mil itens de alimentos não perecíveis arrecadados pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) do Pará, durante a festa junina solidária do órgão ambiental.
 
As instituições foram escolhidas pelas diretorias da Sema que mais arrecadaram alimentos na véspera do Arraial. Os misters e misses vencedores da festa, técnicos de vários setores da Sema e a coordenadoria de Gestão de Pessoal da Sema acompanharam a entrega que levou alegria a centenas de crianças, adolescentes e adultos desses lugares.“Agradeço a Deus e a vocês pelos alimentos, que vão suprir as necessidades não só das 167 crianças da creche, mais das 45 abrigadas, e ainda dos voluntários daqui”, disse a fundadora e diretora do estabelecimento, Noemi Rodrigues.
 
A criação, há cinco anos, do Lar Cordeirinhos de Deus, foi possível com a cessão do prédio onde estão até hoje, pelo Estado, no primeiro mandato do governador Simão Jatene. Dona Noemi cuidava de crianças no Ver-o-Peso levando roupa e comida para elas, quando o governo ofereceu o espaço para que ela ampliasse seu trabalho. Desde então, muitas pessoas passam pelo local e ajudam como podem, com doação de alimentos, roupas, material de higiene, e por meio de recursos financeiros para pagar a luz do local e atender a outras necessidades básicas da instituição, que funciona 24 horas.
 
Casa da Esperança – Uma fundação em Ananindeua, que funciona desde 2007, a Casa da Esperança, especializada no atendimento de autistas também recebeu vários quilos de alimentos, que servirão para os lanches diários dos pacientes e voluntários do local. Na instituição, em que todos trabalham sem receber qualquer valor monetário, 79 crianças são atendidas em dois turnos, por pedagogos, terapeutas e psicólogos. O diagnóstico, entretanto, só é feito pela fundadora do projeto, uma psiquiatra de Fortaleza, onde funciona a sede da Casa.
 
Única fundação no Pará especializada em transtorno do Espectro do Autismo, a Casa da Esperança vive de doações, e do apoio dos pais, cujos filhos e parentes seão tratados no local. Um convênio com a Secretaria de Saúde de Ananindeua permite que algumas necessidades sejam atendidas, mas ainda não é suficiente para o número de pessoas que precisa de tratamento: há uma lista de 177 pessoas na espera. “Muita gente vem do interior para fazer diagnóstico aqui, porque não há outro no Pará. E só contamos com doações para manter este lugar, que não fosse por essas ajudas, já teria fechado há muito tempo”, conta o coordenador técnico João Paulo Nobre.
 
Cenhamar – O Centro Educacional Neo-humanista Ananda Marga teve mais um dia especial oportunizado pela Sema. O primeiro, em um Natal há três anos, ficou marcado na memória das comunidades que ficam no entorno da instituição, e que receberam brinquedos e cestas básicas do órgão estadual na época. Desta vez, uma significativa quantidade de alimentos poderá ser estocada para o semestre inteiro. Os lanches para as mais de 50 crianças atendidas no local poderão ser mais consistentes e freqüentes, conforme explica a coordenadora do Projeto, Lúcia Rodrigues. “Vamos ter merenda para os alunos por um bom tempo, e as famílias também poderão receber cestas básicas”, comemora Lúcia, que trabalha em parceria com o monge africano, naturalizado brasileiro, Dada Nirvedananda.
 
O monge, há 12 anos no Pará, fundou na região metropolitana o Centro, que já existe desde 1955 na Índia. O foco é o ensino da yoga para qualquer pessoa, e entre os trabalhos desenvolvidos está o de ação social, departamento intitulado de Amut, que é a escola para crianças de 3 a 5 anos.  
 
Na avaliação da coordenadora de Gestão de Pessoas, Edielen Lopes, a entrega dos alimentos fechou com chave de ouro o evento junino da Sema, realizado no 1º dia de julho. “Ficamos felizes com o resultado, e a sensação que fica é de que precisamos fazer mais coisas desse nível. Temos que envolver os servidores nisso, porque além de nos divertirmos, veja quantas crianças ajudamos!”, comemora.
 
Saiba como ajudar essas instituições
 
Responsável: Noemi Rodrigues
Telefone: (91) 3249-7376/8831-3163
 
Casa da Esperançawww.casadaesperanca.tk
Responsável: João Paulo Nobre
Telefone: (91) 3237-7985 – joaopaulonobre@gmail.com / eugenioleao@gmail.com
 
Cenhamar – 12ª Travessa do Santana do Aurá – Alam. Moara, nº03 – Águas Lindas – Ananindeua – Pará
Responsável: Dada Nirvedananda e Lúcia Rodrigues
Telefone: (91) 3237-5307/3277-0388
 
Ascom Sema
(91) 3184-3332