Comitiva da Indonésia visita Parque do Utinga

Belém (17/03/11) – A Secretária de Meio Ambiente do Estado (Sema), Teresa Cativo, recebeu na quinta-feira, 17, uma comitiva da República da Indonésia, quarto país mais populoso do mundo, nas dependências do Parque Estadual do Utinga (Peut).

O grupo tinha à frente o governador da província de Kalimantan, Agustin Teras Narang; o embaixador da Indonésia no Brasil, Sudaryamo Hartosudarmo e o presidente da câmara de vereadores de Kapuas, Robert Linuh Gerunj. Também era formado por secretários, diplomatas, chefes de regência e assessores. Ao todo, 34 representantes do sudeste asiático puderam conferir as belezas do parque.

Para a secretária, o momento foi de parceria. “Aproveito para propor uma parceria de intercâmbio na área florestal, controle, monitoramento e capacitação técnica em gestão ambiental”, disse a titular da Sema.

Na ocasião, a secretária convidou o embaixador Hartosudarmo para participar do Fórum Mundial em que se discutirá pobreza e desenvolvimento sustentável. “As experiências da Indonésia com desenvolvimento local bem sucedidas deverão ser relatadas neste fórum. Vou estreitar o canal Pará – Indonésia com uma ida a Brasília”, assegurou.

Em seguida, o Diretor de Áreas Protegidas (Diap) da Sema, Crisomar Lobato, explicou que o parque do Utinga é uma rica biodiversidade localizada na região metropolitana de Belém. “São 1.340,10 hectares com 62 mamíferos, 112 aves, 65 espécies de répteis e 49 anfíbios catalogados, além de insetos, arbóreas, arbustivas e herbáceas. É também importante por abranger os mananciais que abastecem a cidade de Belém, os lagos Bolonha e Água Preta”, salientou o diretor.

Uma das integrantes da comitiva, a mestre em ecologia, Avi Mahaningtyaj, coordenadora da Partnership, ONG empenhada em combater os problemas ambientais em Jacarta, ficou deslumbrada com o que viu. “Nós não temos uma área tão bem preservada quanto esta. Estou impressionada com o comprometimento do governo com o meio ambiente”, disse.

Avi ressaltou ainda que o fato do parque ser aberto ao público aproxima o homem da natureza. “É importante que os jovens, na condição de multiplicadores, conheçam a política de proteção ambiental. Estar aqui é ser tocado pela natureza e entender de verdade a necessidade de sua preservação”, refletiu.

Os indonésios visitaram o Lago Bolonha e participaram de uma trilha ecológica no parque, acompanhados do diretor Crisomar Lobato, da coordenadora de Unidades de Conservação, Ivelise Fiock, e da gerente do parque, Socorro Almeida, que é turismóloga e especialista em trilhas.

Ana Paula Miranda
Ascom Sema
(91) 3184-3332

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará