Sema apreende madeira ilegal em Vigia e São Caetano de Odivelas

Belém (24/11/10) – Fiscais da Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema) do Pará apreenderam 23,15 metros cúbicos de madeira ilegal, de diversas espécies, entre as quais angelim-pedra e piquiá, nos municípios de São Caetano de Odivelas e Vigia. Nesta quarta-feira, 24, os agentes encontraram os produtos florestais em quatro estâncias por meio de denúncias enviadas ao órgão ambiental em Belém.
 
Cinco estabelecimentos foram autuados, mas apenas quatro tiveram madeira apreendida. Quando os fiscais chegaram a uma estância de grande porte em São Caetano, o proprietário informou que as madeiras teriam vindo de Abaetetuba e de Benfica, municípios próximos à capital paraense, porém, não pôde comprovar a origem legal da madeira. O responsável também foi autuado por não apresentar a licença de operação para o funcionamento do empreendimento.
 
Segundo o coordenador da ação, Marco Xavier, o responsável pela empresa terá, assim como os outros, 15 dias para apresentar defesa na Sema.

Outro problema identificado em todos os estabelecimentos fiscalizados  foi a falta de Cadastro de Exploração de Produtos Florestais (CEPROF), ítem indispensável para a comercialização de madeira. "As empresas também não apresentaram licença de operação, sendo assim os mesmos foram orientados a procurar a legalização junto ao orgão ambiental competente. Caso contrário terão suas atividades totalmente suspensas", garante Xavier.
 
Além dos municipios Abaetetuba e Benfica, os proprietários quando questionados durante a fiscalização, disseram que a madeira verificada em seus pátios também poderiam estar vindo dos municipios de Curralinho e Moju. A origem real da madeira apreendida será investigada pela Sema.
 
Ascom Sema
(91) 3184-3332
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará