Seminário lança propostas para questões indígenas

Povos indígenas, pesquisadores e representantes de instituições que trabalham as questões indígenas no Brasil se reuniram no seminário Situação Socioambiental das Terras Indígenas do Pará, realizado entre os dias 07 e 09 de junho em Belém, para discutir e propor novas idéias para a formulação de políticas de conservação e uso sustentável nas terras habitadas por índios.
 
No evento, grupos indígenas de várias etnias puderam expor as dificuldades vivenciadas em suas terras e propor alternativas para a solução dos problemas socioambientais. O indígena Juventino Kaxuyana espera que as propostas levantadas sejam consolidadas e que “os encontros e debates tragam a melhoria, não só das populações indígenas, mas também da questão ambiental”.
 
Segundo a socióloga, Weleda Freitas, integrante do Grupo de Estudos de Pesquisas sobre Populações Indígenas (Gepi) da Universidade Federal do Pará (Ufpa), a realização desse evento permitiu que os agentes mais afetados – os índios – fossem escutados. “O seminário apresentou uma metodologia em que foi possível escutar as ‘vozes’ de cada um dos segmentos presentes na plenária, principalmente a do segmento indígena. Afinal a terra para esses povos é o princípio e a garantia da reprodução social, política e cultural”, explicou a socióloga.
 
Sendo que o território paraense apresenta mais de 30 etnias indígenas, de acordo a Fundação Nacional do Índio (Funai), um dos pontos em comum abordado pelos grupos participantes, acadêmicos, representantes de governo e povos indígenas, foi a necessidade de se criar uma secretaria de governo no Pará responsável pelas questões indígenas no Estado e rever a segurança nessas terras.
 
Outra proposta defendida pelos índios é a concepção de uma linha de crédito e o apoio à produção, escoamento e comercialização do artesanato indígena, com a produção de um selo que certifique a origem do produto.
 
Para uma das organizadoras do encontro, Cláudia Kahwage, da Diretoria de Áreas Protegidas da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), o evento cumpriu o objetivo, que era “fazer um levantamento preliminar das questões territoriais indígenas e contribuir para a sensibilização de conservação do meio ambiente”.
 
O seminário foi organizado pela Sema, por meio da Diap, como parte do projeto “Conservação da Biodiversidade em Terras Indígenas do Pará”. As informações levantadas irão resultar em uma publicação, que servirá de insumo para o Programa de Gestão Territorial e Ambiental em Terras Indígenas do Pará, na execução em grande escala da Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental das Terras Indígenas, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e pela Funai.
Ascom Sema
(91) 31843332
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará