Pequeno produtor é prioridade atual no Cadastro Ambiental Rural

Interesses ambientais e econômicos estiveram em pauta na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), na tarde desta sexta-feira (15) durante reunião entre órgãos do governo e representantes dos produtores do Pará. A busca da maneira mais adequada para que esses produtores façam a adesão ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) foi o principal foco do encontro coordenado pelo secretário de Meio Ambiente, Aníbal Picanço.
 
As possibilidades e o aparato para facilitar o cadastramento no CAR, como cada instituição pode agir e a maneira conjunta de ação estiveram entre as propostas dos participantes. O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Carlos Xavier, considera que a cooperação vai facilitar essa empreitada. “Temos 126 sindicatos vinculados à Faepa e podemos criar pólos em vários municípios para atender os produtores no cadastramento”, sugere.
 
No ato do cadastramento é necessário um mapa georreferenciado feito por técnico habilitado, o levantamento do perímetro da propriedade, posse ou ocupação, contendo área de preservação permanente, de reserva legal, desmatamento, atividade produtora e demais características. “O CAR é planejamento econômico que define a produção da área e estamos capacitando técnicos dos municípios para o trabalho e agora vamos incluir o treinamento para utilização do GPS [Global Position System]”, informa a coordenadora ambiental da Diretoria de Planejamento da Sema, Raimunda Melo.
 
A Sema, com apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Agência de Defesa Agropecuária (Adepará), vai apresentar à Procuradoria da República, na próxima semana, um modelo de formulário de pré-adesão dos produtores ao cadastro, onde se comprometem a fazer o cadastramento. O CAR é pré-requisito para a obtenção do licenciamento ambiental para todas as atividades que interfiram no meio ambiente. De acordo com os representantes dos produtores, o pequeno produtor, a propriedade familiar, o sitiante e o chacareiro são os que faltam aderir ao cadastro ambiental e essa prioridade pode ser obtida com o estreitamento das relações com os sindicatos de produtores rurais nos municípios.
 
Até o final de 2009, 4.993 cadastros- maioria de grandes produtores – foram efetivados pela Sema e para aumentar esse número ficou decidido uma campanha de divulgação envolvendo, principalmente, as rádios do interior para atingir o pequeno produtor familiar. O trabalho também vai utilizar televisão, internet, cartilhas e outras mídias. “A Secretaria de Comunicação vai ser solicitada para se integrar a este trabalho de orientação para a importância do CAR”, garante o secretário, Aníbal Picanço.
 
Luiz Otávio
Ascom Sema
(91) 3184-3332
 
 
 
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará