Participantes da Confintea plantam mudas de árvores nativas da Amazônia

Representantes das 156 delegações presentes na VI Conferência Internacional de Educação de Adultos (Confintea VI), em Belém, farão uma ação simbólica de plantio de mudas de árvores nativas da Amazônia para construir um pequeno “Bosque das Nações”.

Trata-se de uma das ações discutidas pelo comitê de sustentabilidade da Confintea VI para minimizar os impactos ambientais produzidos nos três dias de encontro. A ação acontece nesta sexta-feira, 4, a partir das 9h, na área do estacionamento do Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

O comitê de sustentabilidade do evento é formado por representantes da Jornada de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global e vem se reunindo desde o Fórum Internacional da Sociedade Civil (FISC), que aconteceu dias antes da Confintea VI, em Belém, com o objetivo de articular políticas de educação ambiental para a Educação de Adultos.

Entre os participantes estão nomes como Moacyr Gadotti, do Instituto Paulo Freire; Marcos Sorrentino, professor da Universidade de São Paulo; Rachel Trajber, coordenadora de Educação Ambiental do Ministério da Educação (MEC), da coordenadora de Educação Escolar Ambiental da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Socorro Lopes; além de Lisa Ito, representante das Filipinas; José Roberto Guevara, representante da Associação de Educação de Adultos do Pacífico Sul e Cecília Viteri, do Equador.

Segundo Rachel Trajber, do MEC, até o encerramento da Confintea VI a comissão fará um inventário com os gastos relativos de cada delegação para calcular a quantidade de emissões de gás de efeito estufa, desde a energia consumida, transporte aéreo e terrestre utilizado ao consumo dos resíduos sólidos. “Com esses números vamos calcular o impacto gerado para saber quanto será preciso plantar em mudas nativas e cada delegação se comprometerá em fazer o plantio em seu país”, explicou.

Para Trajber, a ação, embora simbólica, pode motivar mais ações sustentáveis em prol do meio ambiente que possam contribuir para diminuir os impactos causados pelas emissões de efeito estufa na atmosfera. “Sabemos que é impossível revertermos isso, mas se não tomarmos atitudes como essas o planeta não vai agüentar, disse.

Ascom/Seduc

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará