Adesão ao Cadastro Ambiental Rural isenta de multa

Quem fizer adesão ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), assegura a regularidade ambiental de sua propriedade e não será multado. A informação oficializada pela governadora do Estado, Ana Júlia Carepa, arrancou aplausos de um grande e seleto público presente na abertura da Amazonpec na manhã desta quinta-feira (24). A garantia foi dada pelo próprio ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, durante conversa com a governadora na quarta-feira 23. "A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e o Ibama trabalham num termo de compromisso para garantir essa ação", ressaltou Ana Júlia Carepa.

O CAR é um instrumento de ordenamento que permite a regularização ambiental. Em propriedades rurais até quatro módulos fiscais é realizado pelo estado de forma simplificada e gratuita.

Outra garantia anunciada pela governadora é a participação do setor produtivo sob a liderança da Federação da Agricultura, no grupo de trabalho que está discutindo a posição do Pará na Conferencia de Climas e que será realizada em Copenhagem, em dezembro próximo.

A governadora assegurou a Carlos Xavier, presidente da Faepa, que a contribuição é positiva, pois se de um lado, compete ao governo ordenar atividade, do outro é necessário o engajamento do setor produtivo para que a economia se dê em bases sustentáveis. Defensora do pagamento por serviços ambientais, Ana Júlia Carepa defende a posição do governo brasileiro de levar a Copenhagem que a floresta não seja conservada apenas como um santuário, mas que também se promova o desenvolvimento.

Xavier disse que o setor pretende plantar uma área de 4 milhões/ha de florestas palmáceas e outras espécies e citou o programa 1 Bilhão de Árvores para a Amazônia, que vai restaurar, 1 milhão de hectares de área de reserva legal alterada. "Recebo com muita alegria a proposta do setor para se integrar ao nosso grupo de trabalho, coordenado pela Sema", disse.

O Amazonpec, que acontece até 26 de setembro no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia e no Parque de Exposições do Entroncamento da Amazônia, reúne tecnologia, meio ambiente, políticas públicas, seminários técnicos, palestras e mesas redondas, em uma série de eventos que transformaram Belém na capital internacional da Pecuária.

Presente ao evento, o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Búfalos , defendeu e ressaltou a importância da unificação dos pesquisadores da bubalinocultura. Já o pecuarista Paulo Afonso, que preside a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos, reivindicou a capacitação e a extensão rural voltada para o setor.

Cássio Pereira, secretário de Estado de Agricultura, lembrou que o desafio agora é transformar o Amazonpec no tamanho e na importância que representa a pecuária no Pará, atividade que gira em torno de R$ 5 bilhões/ano e que somou na pauta de exportação só de janeiro a agosto deste ano, entre os 14 produtos ligados a pecuária, 312 milhões de dólares.

Palestrou na abertura do evento o ex- ministro da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Alysson Paulinelli, que enfocou Meio Ambiente e Produção Sustentável, tema que norteia o encontro Internacional da Pecuária da Amazônia 2009.

O Amazonpec tem a realização e promoção da Faepa, Instituto Frutal e governo do Estado por meio da Sagri.

Iolanda Lopes- Sagri/ Ivonete Costa- Secom

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará