Secretário apresenta plano de alternativas ao desmatamento

Nesta quinta-feira, 27, o secretário de Estado de Meio Ambiente do Pará (Sema), Aníbal Picanço, participou de um encontro com os integrantes da Comissão de Clima e Florestas Tropicais dos Estados Unidos, oportunidade na qual apresentou as ações e programas do atual governo no combate, controle, alternativas ao desmatamento e relativas a mudanças climáticas.

Aníbal Picanço (Sema) expõe o PPCAD- PA

Também foi convidado para o encontro, o Presidente do Instituto de Terras do Estado do Pará (Iterpa), José Benatti, que explicou o programa de regularização fundiária em curso no estado, e destacou o papel das Terras Indígenas (TI), áreas de populações tradicionais e espaços destinados à preservação e conservação.

Benatti ressaltou o trabalho que o Iterpa vem desenvolvendo, de forma inédita, com a chamada “varredura fundiária para levantar o que é terra pública, privada; a fim de disciplinar as áreas no estado, o que inclui ainda um projeto de digitalização dos serviços de cartórios do interior para controle efetivo da emissão de títulos falsos”.

Já o secretário Aníbal Pessoa concentrou a explanação dele no Programa de Prevenção, Controle e Alternativas ao Desmatamento no estado do Pará (PPCAD), enfatizando as metas de redução do desmatamento do atual governo até 2020.

O titular da Sema citou alguns números, a partir de 2006 até 2010, a redução é de 42%. De 2011 a 2015, 66% e de 2016 a 2020, 80%, segundo o PPCAD-PA.

O secretário Picanço ainda detalhou os objetivos do Cadastro Ambiental Rural (CAR-PA), outro instrumento lançado no atual governo para regularizar aspectos de ordem ambiental e territorial, e as discussões sobre o programa paraense de mudanças climáticas, já em desenvolvimento por várias instituições de pesquisa e universidades.

Segundo o representante do escritório da TNC na Amazônia, Ian Thompson, o “Pará foi escolhido para a visita da comissão de alto nível pela sua relevância geopolítica, o papel importante que o governo do Estado vem desempenhando na elaboração de políticas públicas que apontem soluções concretas ao desenvolvimento sustentável”, frisou.

Thompson ainda qualificou a preocupação do atual governo ao lembrar “a liderança do estado na incorporação do mecanismo (REDD) na lei estadual de controle do desmatamento e o Memorando de Entendimento em desenvolvimento com o Estado da Califórnia”, completou.

Comitiva – A comitiva tem uma agenda de atividades extensa na visita ao estado, que inclui reuniões com representantes da sociedade civil organizada, setores privados e governamental em Belém, Marabá e São Félix do Xingu. A Fundação Packard apóia a vinda dos especialistas ao Brasil. 

Visitam o Pará o ex-Senador pelo estado de Rhode Island, Lincon Dhafee, co-chair da Comissão; a ex-Deputada e Chefe de Operações do escritório do Departamento do Interior, Lynn Scarlett, atualmente consultora independente para questões climáticas e Frank Loy, que já atuou em três governos no Departamento de Estado dos Estados Unidos. Atualmente é membro e conselheiro de prestigiadas instituições ambientais.
 
“Queremos, nesta oportunidade, mostrar as complexidades da realidade amazônica, as diferentes visões e apontar algumas soluções já em desenvolvimento pela sociedade brasileira”, concluiu.

A comitiva da Sema foi composta pela Diretora de Áreas Protegidas, Sônia Kinker e pelos assessores Cláudio Flores e Rodolfo Pereira.

Acompanhou a exposição pelo Consulado dos Estados Unidos da América, sediado no Recife (PE), a Diretora da Seção de Educação, Cultura e Imprensa, Caroline Schneider, que atualmente também atende as demandas de Belém (PA) nas mesmas áreas.

 

    Especialistas em Clima e Florestas Tropicais dos Estados Unidos

 

Douglas Dinelli
ASCOM-SEMA
(91)31843332

    

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará