» Produtores de Afuá receberão mais de 1.900 licenças ambientais SEMAS | Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade

Produtores de Afuá receberão mais de 1.900 licenças ambientais

"Se eu puder vender meu açaí lá fora, com preço melhor do que aqui, vai ser muito bom", disse nesta quarta-feira (22) o agricultor familiar Clodovis Pureza, 60 anos, que aguarda ansioso a chegada da governadora Ana Júlia Carepa ao município de Afuá, no Arquipélago do Marajó, distante 254 km de Belém por via aérea. A chegada da governadora a Afuá está confirmada para a manhã de quinta-feira (23).

Ana Júlia Carepa entregará as licenças ambientais para exploração de açaizais, assinará termo de cooperação técnica e visitará o bairro do Capim Marinho, onde 200 famílias foram beneficiadas com o projeto Luz Para Todos.

No total, serão entregues 1.978 licenças, que garantem uma atividade agrícola ambientalmente correta. "A licença ambiental dá garantias ao produtor e funciona como uma espécie de selo verde, exigido pelos mercados compradores da Europa, os quais comercializam produtos que não trazem danos ao meio ambiente", disse Andrea Mota, coordenadora de Gestão e Regionalização da Sema.

O açaí representa aproximadamente 70% da fonte de renda da população ribeirinha. Afuá é o segundo produtor de açaí do Pará, chegando a comercializar 10 mil toneladas por mês, segundo dados da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater). O município de Igarapé-Miri, na região do Tocantins, lidera a produção.

"Nós temos 600 associados, e a maioria é produtora de açaí. Este ano já foram liberados R$ 300 mil pelo Pronaf (Programa Nacional de Agricultura Familiar), um programa federal administrado pela Emater, aqui em Afuá", informou Alfredo Rosa, coordenador do escritório local da Emater.

Veneza – O município de Afuá está situado no Arquipélago do Marajó, na divisa com o Estado do Amapá. Construída em área de várzea do rio Afuá, a sede do município é chamada de "Veneza Marajoara". As palafitas dominam o cenário, junto com as ruas em concreto. A bicicleta é o único meio de transporte, já que uma lei municipal proíbe a circulação de veículos automotores. A circulação dos moradores é feita por meio dos chamados "bicitáxis".

O prato principal da culinária local é o camarão. De 23 a 26 de julho é realizado o Festival do Camarão, que este ano chega a sua 20ª edição. O município tem cerca de 40 mil habitantes e recebe, durante o Festival, mais de 30 mil pessoas, conforme dados da Secretaria Municipal de Lazer e Turismo.

Educação – A escola estadual Leopoldina Guerreiro, a principal do município, tem 900 estudantes. Durante o mês de julho a escola funciona normalmente, atendendo aos alunos dos cursos de interiorização da Universidade Estadual do Pará (Uepa).

A partir do segundo semestre os estudantes terão um reforço no aprendizado, com a instalação de 21 computadores conectados à internet, que auxiliarão as atividades escolares. "Os computadores vão ajudar o aluno a ficar mais perto da tecnologia e do conhecimento", ressaltou Altair de Melo, diretor da escola.

Edir Gillet – Secom

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará