Coordenação prepara Tailândia para receber Operação Arco Verde

Servidores de Tailândia, no sudeste do Pará, participam na tarde desta quinta-feira (25), de uma reunião institucional que antecede a operação Arco Verde no município. Coordenada pelo governo federal, a operação levará serviços e propostas para a manutenção da produção sustentável em 43 municípios da Amazônia, que registraram os maiores índices de desmatamento. 

O coordenador nacional da Operação, Paulo Guilherme Cabral, diretor do Ministério do Meio Ambiente, explicou que a reunião institucional serve para firmar acordos entre o município e órgãos federais e estaduais, visando dar suporte à mudança na base econômica da região. "Notamos que em Tailândia o poder municipal quer a mudança e está buscando os serviços", informou. 

Em 2008, Tailândia foi alvo da Operação Arco de Fogo, que fechou várias serrarias ilegais e fornos de carvão. Com o desemprego resultante do combate aos crimes ambientais, a mudança de base produtiva exigiu intervenção e assistência do Estado. 

"Vários projetos institucionais, como o Navega Pará e o Pará Rural, começaram a ser implantados no município. Agora, com a Operação Arco Verde, vamos ampliar o setor de economia sustentável, pois nossa população não quer ser conhecida por ser responsável pelo desmatamento", ressaltou o prefeito Gilberto Miguel Sufredini. 

O prefeito já planeja fechar parcerias para capacitação de técnicos ao sistema Sipam Cidade, que pode fornecer mapas detalhados do município, a fim de fiscalizar e implantar ações de políticas públicas. Ele também quer planejar ações com o apoio da Emprapa e Emater, para desenvolver a agricultura familiar no município. 

Abertura – A partir de 8h30 desta sexta-feira (26), o chefe da Casa Civil da Governadoria, Cláudio Puty, participa da abertura da Operação Arco Verde, quando serão ofertados vários serviços, desde a emissão de documentos até registros de regularização fundiária. 

Tailândia está localizado há 249 quilômetros de Belém e tem cerca de 50 mil habitantes. A "Arco Verde" também deve atender a população de municípios vizinhos, como Moju e Goianésia. A regularização fundiária, por meio do Programa Terra Legal, é executado em Tailândia pelo Instituto de Terras do Pará (Iterpa), em função de mais de 90% das terras do município pertencerem ao Estado. 

Elielton Amador – Secom

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará