Cinco presos por crime ambiental na APA de Belém

Cinco homens foram flagrados, e presos, nesta terça-feira (20), nas matas da Área de Proteção Ambiental de Belém (APA-Belém), por derrubada de árvores nas proximidades do Aurá, o que é proibido pela lei ambiental.

Uma equipe de 13 pessoas, entre fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Delegacia Estadual de Meio Ambiente (Dema) e Batalhão da Polícia Ambiental (BPA), localizou a área de impacto numa operação conjunta de rotina, planejada para coibir ações criminosas na APA, prática que vinha crescendo.

Os cinco infratores usavam motosserras, machados e terçados quando o flagrante foi feito pelos fiscais da Sema e policiais da Dema e BPA. A Sema lavrou o Auto de Infração e Termo de Apreensão dos equipamentos utilizados, conforme recomenda a legislação. A Coordenadoria Jurídica (Conjur) do órgão ambiental estadual ainda vai estabelecer o valor da multa a ser aplicada.

Na APA estão localizados os dois mananciais que ajudam a abastecer de água a cidade de Belém, os lagos Água Preta e Bolonha. O local também guarda, em plena faixa urbana, exemplares da fauna e flora amazônicas, e o belo espaço do Parque Estadual do Utinga (Peut), com área para desenvolver projetos de educação ambiental, trilhas ecológicas e muito verde, o que atrai durante a semana visitantes e praticantes de caminhadas e corridas.

“Nós mobilizamos rapidamente a equipe da Sema, Dema e BPA e fizemos o flagrante. Aplicamos a legislação administrativa e penal ao caso, tudo para proteger uma ilha verde de biodiversidade, que tem reflexos diretos num clima mais ameno para a cidade, e é importante para a população”, comemorou o coordenador Geral de Fiscalização e Proteção Ambiental da Sema, Bruno Versiani.

Douglas Dinelli – Sema

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará