Sema intensifica fiscalização na APA de Belém

Os cinco homens que foram presos em flagrante nesta terça-feira (20), nas matas da Área de Proteção Ambiental de Belém (APA – Belém), responderão por crimes ambientais conforme o artigo 20, parágrafo 16 da 2° Lei Estadual 6462/02 e Decreto Estadual 1551/1993.

A operação interinstitucional foi deflagrada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Delegacia de Meio Ambiente (Dema) e Batalhão da Polícia Ambiental (BPA).

Uma denúncia feita ao gerente do Parque Estadual do Utinga, Maurício Pascoal, foi o ponto de partida para que a Sema retomasse as vistorias nas áreas próximas ao Aurá.

Os infratores foram encontrados na estrada do aterro sanitário do lixão do Aurá, no km 03, no momento em que desmatavam um terreno, munidos de motoserras, terçados e machados.

Para a polícia, os acusados afirmaram que foram contratados pela suposta “dona” do terreno, uma senhora de prenome Rosana. A polícia investiga a veracidade dessa informação.

O parque ambiental foi criado em 1993, por meio do decreto nº 1552 e é área de extrema importância por estar diretamente ligada ao abastecimento de água de Belém, com os mananciais dos lagos Água Preta e Bolonha, além de ser um espaço que confina uma boa parte da biodiversidade da floresta Amazônica, com aves, mamíferos, ofídios e insetos. Uma riqueza que o Estado deve proteger para a população.

Ana Paula Dantas – Ascom/Sema

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará