Receita de leilão de madeira apreendida em Tailândia é de R$ 220 mil

O último leilão de madeira ilegal apreendida por ações de fiscalização do Instituto Brasileiro dos Recursos Naturais e Renováveis (Ibama), promovido pela Secretaria de Meio Ambiente nas operações Guardiões da Amazônia e Arco de Fogo, ocorridas em fevereiro e março passado no município de Tailândia apurou R$ 220 mil que serão revertidos nas ações de fiscalização e combate aos crimes ambientais no Pará. O leilão foi realizado na última quinta-feira (30), no município de Tailândia. 

Ainda foram recolhidos R$ 34 mil diretamente para a Secretaria da Fazenda, correspondente ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), dos produtos.

Todos os cinco lotes da madeira ofertada no leilão foram vendidos para duas empresas do Pará. Ao todo foram vendidas 2,2 mil m3 de madeira entre toras e serradas, todas, madeira branca, de menor valor de mercado. No local onde a madeira está estoca ainda se encontram cerca de 2 mil m3 de madeira, que serão leiloados posteriormente.

Na próxima quarta-feira (5) a Sema coloca em oferta um grande lote de madeira, também apreendida em Tailândia. Ao todo serão 15 mil m3 de madeira entre toras e serradas.

O leilão terá início às 10h e será realizado na Área Ambiental da Polícia Militar, localizada na estrada da Pirelli, bairro Decouville, no Município de Marituba, Região Metropolitana de Belém.

Texto: Secom

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará